Onde se hospedar em Roma – Viajar pela Europa

0
626

Faz tempo que eu estava devendo um texto mais explicativo sobre Roma aqui no Viajar pela Europa. A cidade é tão encantadora, envolvente e deliciosamente incrível que não sabia por onde começar.

Não seria justo apenas dizer visite o Coliseu, ou coma pizza em Trastevere ou passe a tarde na Piazza Navona… Bleerr! Seria clichê demais e muito injusto com um lugar que tem muito mais a oferecer, sabe?

Coliseu, Roma.
Coliseu, Roma.

Mas um dia eu tinha que escrever e foi então que lendo o livro “Comer, rezar, amar” da Elizabeth Gilbert me veio enfim a inspiração para contar aqui minha experiência em Roma e deixar por aqui as melhores dicas sobre a cidade.

Passei uma semana na cidade no verão europeu de 2013 e primeiramente quero deixar especificado a parte prática da preparação da viagem. Para vocês programarem sua visita vou começar com dicas sobre transporte, hospedagem e gastronomia.

Transporte em Roma

Fui de Estocolmo para Roma com a companhia aérea Norwegian e chegamos no aeroporto de Fiumicino. Para quem ainda está no Brasil pode seguir nossas dicas sobre Como preparar a primeira viagem para a Europa. Do aeroporto até o centro de Roma, estação de trem e metro Termini, utilizamos o ônibus Terravision. Na época pagamos 4 pelo bilhete e compramos na hora mesmo. Você pode conferir os preços na página do Terravision clicando aqui.

Pela cidade o transporte que mais utilizamos foi o tram, mas apenas para ir do hotel até a Piazza Venezia e de resto fizemos todos os pontos turísticos caminhando mesmo. Eu aconselho essa aventura para quem ficar vários dias na cidade porque aas caminhadas eram bem longas e cansativas sem contar o calor. Ir andando do Coliseu ao Vaticano é bem desgastante se tiver pressa e os dias contados para visitar tudo.

De Roma partimos para Creta com a Ryanair do aeroporto Ciampino. Para o aeroporto de Ciampino tem transporte público, deve pegar o metro da linha A até a estação de Anagnina (final da linha) e de lá pegar o ônibus da companhia Atral. Confira informações sobre essa opção clicando aqui.

Para mais informações sobre metro, ônibus e tram, visite o site oficial do transportes públicos de Roma.

Piazza Venezia, Roma.
Piazza Venezia, Roma.

Onde se hospedar em Roma

Quem já estiver procurando hospedagem em Roma já deve ter percebido como é difícil encontrar lugares bem localizados (no centro) a um bom preço ou pelo menos com boa relação preço/qualidade. Na época da minha viagem pesquisei sobre as regiões que fossem relativamente centrais e que me permitisse a facilidade de andar pelos pontos turísticos sem necessidade de transporte público.

Eu pesquisei hospedagem basicamente em 3 regiões

Termini: é onde fica a estação central da cidade, de lá partem todas as linhas de metro e também os trens para outras cidades da Itália. A vantagem de se hospedar em Termini é que tem bastante oferta de hotéis/hostels, por isso a probabilidade de encontrar lugares acessíveis é maior. Essa região também é ideal para quem pretende fazer uma viagem de trem, nós fomos de Roma para Nápoles através da Trenitália e partimos da estação de Termini. A desvantagem é que essa não é uma parte tão bonita da cidade e eu não saberia dizer se é muito segura a noite.

Centro Histórico: se hospedar no centro histórico da cidade, além de ter a possibilidade de ir andando para (quase) todos os pontos turísticos tem também o seu charme né? Imagina ter com vizinhos os artistas da Piazza Navona, os encantos da Fontana di Trevi ou ainda o glamour da Via Condotti e Via del Corso, as ruas comerciais onde se encontram todas as marcas mais imponentes da moda! Ofertas de hospedagem nessa área não faltam! Mas claro que tudo tem seu preço, nessa região ficam localizados os hotéis mais carinhos digamos assim. rs E vale lembrar também que ficar na parte mais turística de uma das cidades mais visitadas do mundo é pedir para não descansar muito né? Vai ter muito movimento (e barulho) sempre.

Loja Prada na Via Condotti, Roma.
Loja Prada na Via Condotti, Roma.

Trastevere: Esse bairro fica relativamente perto do centro histórico, algo como 15 minutos com o tram 8, que tem a parada final em frente a Piazza Venezia, uma praçan bem próxima ao Coliseu. Trastevere além de ser um bairro residêncial apresenta várias opções de mercados e  serviços como cabeleireiros, lojas além de ter uma zona boêmia. A localização digamos que seria o meio termo, não totalmente no centro, mas vizinho dele.

Depois de muito, mas digo muito tempo de pesquisa, optamos por nos hospedar em Trastevere no Worldhotel Ripa. O Hotel era bem organizado, próximo a uma estação do tram e os quartos bem espaçosos, ótimo para quem viajar com a família, o café da manhã era super bem servido e os quartos  simples mas confortáveis.

Recepção Ripa Hotel, Roma.
Recepção Ripa Hotel, Roma.

Mas longe de ter sido o hotel o que me fez gostar da hospedagem o que me encantou foi mesmo a região. Trastevere é um lugar tranquilo, do tipo que dá para caminhar pelas ruas longe da confusão do centro histórico e se sentir um morador de Roma. Ponto positivos para os bares e restaurantes, que não são apenas para turistas, os estabelecimentos de lá são muito frequentados pelos romanos. Sem contar que tem opção para todos os gostos e bolsos 😉

A região é ótima para jantar ou sair a noite e ainda poder voltar andando para “casa”.

Roma definitivamente entrou para minha lista top 5 cidades que eu adoro na Europa e eu pretendo voltar lá assim que possível e pretendo me hospedar novamente em Trastevere. Mas da próxima vez vou optar por alugar acomodação através do site Airbnb. Acho que vai ser uma experiência ainda mais incrível estar na cidade e seguir as dicas de gente da terra e conhecer mais de perto a cultura dos romanos. Acredito que essa é a melhor forma de apreciar uma cidade, fugindo do óbvio sabe?

Gastronomia

Impossível falar em alguma cidade da Itália e não pensar logo na delícia que é a culinária italiana. No livro Comer, Rezar, Amar a autora fala que tirou 4 meses para viver em Roma e se deixar perder no prazer do pecado da gula. Pasta, pizza, pizza, pasta e outras delícias! Yumiii! É mesmo um lugar para esquecer a dieta e se deixar perder nos deliciosos pratos dos restaurantes da cidade. Sem falar do vinho, sobremesas e claro do incrível gelatto! :D.
Não posso reclamar de nenhum dos pratos que experimentei. Na foto abaixo tem um espaguete aos frutos do mar, incrivelmente delicioso que provei em um dos restaurantes de Trastevere. Na época não me lembrei de anotar o nome do lugar, sorry!

Onde se hospedar em Roma

E gordices a parte, devo confessar que grande parte da vontade de voltar a Roma tem sabor de pasta e pizza hehe. Por mais que se tenha restaurantes italianos espalhados por qualquer cidade do mundo, nada se compara a experimentar os pratos feitos por gente de casa com os ingredientes locais. É a mesma sensação de comer feijoada fora do Brasil, o gosto é parecido, engana a vontade mas não é tão boa quanto a feijoada feita pela sua avó ou a do seu restaurante favorito sabe?

No blog Turismo em Roma vocês podem conferir dicas de vários restaurantes e comidas típicas.

Procurando hospedagem Roma? Aconselhamos o booking.com 😉

Agora me conta qual a sua região preferia para se hospedar em Roma?

Aproveite as melhores ofertas e reserve já o seu hotel!
468x60_reload-V2

Deixe Seu Comentário

Deixe seu comentário