Parque Nacional Plitvice

0
1432
Parque Nacional Plitvice

Parque Nacional PlitviceParque Nacional Plitvice! Uma pausa nas viagens pela Europa vendo ruínas, igrejas, monumentos e prédios históricos para respirar sombra e água fresca. 😀

Não bastou eu dar um like pelo Facebook em uma imagem do Parque Nacional Plitvicka, eu tive de viajar até a Croácia para conferir se a imagem que eu curti era realmente tão bonita pessoalmente.

Para confirmar tudo o que está escrito nas linhas deste post (que não serão poucas, mas leiam tudo! rs) as fotos abaixo não possuem filtro.

Parque Nacional Plitvice

O Parque Nacional Plitvice despertou o meu interesse a primeira vista, mas chegar até ele não foi tarefa fácil e sim de muita pesquisa e leitura, pois não há muitos recursos BBB para chegar até a Croácia, principalmente quando o plano é fazer uma viagem passando por outros destinos não tão comuns como Estocolmo e Leeds, mas para tudo nessa vida a gente arruma um jeitinho. Ficou animado?

Para facilitar a sua ida até o parque eu conto tudo nos mínimos detalhes, sobre como viajar para o Parque Nacional Plitvicka.

O que é o Parque Nacional Plitvice

As belezas do parque são tantas que até mesmo pode-se morrer por ela. Foi exatamente isso que aconteceu com o policial croata Josip Lucić, durante a Páscoa Sangrenta de Plitvice, no início da Guerra da Independência Croata em 1991. Todo o território da Croácia pertencia a antiga Iugoslávia, e mesmo sem exercito, assim que declarada a independência, um dos primeiros locais a serem retomados e protegidos pela força policial croata foi a região dos Lagos Plitvices, em pleno domingo de páscoa, daí se justifica o nome de Páscoa Sangrenta.

Foi justamente durante as ações de retomada do parque que Josip Lucić foi morto em batalha, sua importante participação na causa é motivo de orgulho, sendo que logo ao chegar no parque há um memorial em sua homenagem.

Parque Nacional Plitvice

 

Além do seu contexto histórico, o Parque Nacional Plitvicka é o maior da Croácia com uma área de 300.000km² e um dos poucos lugares do planeta onde aparecem novas cachoeiras a cada ano, acredita?

Parque Nacional Plitvice

Classificado por vários blogs e sites de turismo como um dos lugares para conhecer antes de morrer e nomeado como Parque Nacional não poderia estar de fora da lista da UNESCO, afinal, motivos não faltam para tantos títulos, mas se precisa de números que tal às 90 cascatas e 16 lagos que se conectam e transformam-se em paisagens de tirar o fôlego, é pouco? E as águas cristalinas que variam a cor nos tons de cinza para azul e de azul para verde turquesa?

Parque Nacional Plitvice

Não são só os lagos que contemplam a beleza do parque, há também uma rica fauna e flora com mais de 1267 espécies de plantas, 55 tipos diferentes de orquídeas, 161 espécies de pássaros e 321 espécies de borboletas? Ainda é pouco? Tudo isso é possível ser visitado em uma estrutura impecável, pois o parque oferece uma rede de trilhas bem marcadas e 18km de passarelas para desfilar em meio a natureza.

Parque Nacional Plitvice

Entendeu o que é o Parque Nacional Plitvicka? E porque o considerei o motivo principal da minha viagem pela Croácia? Depois de visitá-lo dificilmente esquecerá!

Como está dividido o Parque Nacional Plitvicka

O parque está dividido em dois conjuntos de lagos: superiores e inferiores. Aqui tem um resuminho do que irá encontrar em cada um deles.

Lagos Superiores

– Os lagos superiores pertencem as trilhas mais longas, as quais no inverno estão fechadas.

– É por meio destes lagos que você para a cada 5 minutos para ficar admirando tudo o que vê: árvores nos mais variados formatos, pequenos insetos, peixinhos, águas cristalinas, cascatas pequenas e em diferentes rochas…

– O percurso é quase 100% a beira dos lagos.

Parque Nacional Plitvice

Lagos inferiores

– Essa parte é formada por diversos lagos mais baixos e rasos que se derramam um nos outros.

– É onde irá caminhar sobre a camada de calcário rodeada por arbustos esparsos.

– É nessa região que há uma parte repleta de cachoeiras que vem lá do alto do penhasco desabar pertinho de onde as pessoas passam.

– A parte mais bonita da trilha fica perto de uma caverna chamada Supljara. A caverna não tem nada de mais, mas as passarelas ao seu redor são as mais bonitas da trilha que fiz e o percurso te leva direto para a maior cascata do parque. #prepara

Parque Nacional Plitvice

– Se ver uma placa em direção a Vidikovac, siga-a! É um mirante bem no alto de um paredão de rocha e subi-lo dá um bom trabalho, mas a vista que terá de lá de cima será a do cartão postal do parque, ou seja, aquela foto clássica e panorâmica dos lagos que aparece no Google quando você pesquisa por Parque Nacional Plitvicka. Era lá que eu queria subir, mas como estava acompanhando a excursão essa foto ficará para a próxima vez .

Leia também: Passeio de barco em Hvar; 10 motivos para amar a Croácia.

Quando visitar o Parque Nacional Plitvicka

Não há duvidas de que a primavera é a melhor época para visitar o parque. O verão na Croácia também não deixa a desejar, mas segundo a Marina, a guia da nossa excursão “é muito chato visitar o parque nesta época, pois dá muita vontade de se atirar nos lagos” rsrsrs… Não duvido… pois o parque é rodeado de beleza e águas cristalinas!

O horário de visitas funciona o ano todo, mas no inverno algumas trilhas ficam fechadas devido a quantidade de neve que se acumula nos lagos superiores, o preço também sofre uma queda. No dia da minha ida ao parque, 17 de junho, o tempo não estava favorável (nublado e com garoa – sendo que chovia na Croácia há 4 dias), mesmo assim, o parque estava incrívelmente lindo. Fiquei tão surpresa com a organização e limpeza que até tenho vontade de voltar para vê-lo tomado pela neve com lagos e cachoeiras congeladas. Será que é lindo? Não duvido!

Parque Nacional Plitvice

 

 

Horário de funcionamento: Primavera e outono (8h ás 18h), verão (7h às 20h) e inverno (8h às 16h).

Valores: 01 de novembro a 31 de março: Adultos 55 Kunas (7,25) e estudantes 45 Kunas (6)

01 de abril a 30 de junho e 01 de setembro a 31 de outubro: Adultos 110 Kunas (14,50) e estudantes 80 Kunas (10,50)

01 de julho a 31 de agosto: Adultos 180 Kunas (24,00)e estudantes 110Kunas (14,50)

Quer mais detalhes sobre horários, preços, visitas guiadas, etc? Clique aqui!

 

Hospedagem no Parque Nacional Plitvicka

 Se os dias não estivessem contados para viajar pela Croácia bem que eu daria um jeito de ficar hospedada em um dos hotéis dentro do parque. #sonhomeu. Mas, para quem deseja explorar ao máximo toda a beleza que o parque exibe dê uma espiadinha aqui e faça uma reserva! Sem dúvidas, ficar em um lugar como este é tudo o que você merece!Parque Nacional Plitvice

 

3 opções de como chegar ao Parque Nacional Plitvicka

O parque está localizado na Croácia central, a cidade mais próxima é Zadar, apenas a 130km (2h), mas também é possível chegar ao parque através da capital Zagreb (2:20h), Varazdin (4:20h), Split (6h) e Dubrovnik (9:30h) seja de ônibus, carro ou excursão.

Parque Nacional Plitvice

 

1 – Ônibus: É possível chegar ao parque de ônibus através das cidades Zagreb, Zadar e Split. Se for ao parque de ônibus programe-se para comprar a passagem um dia antes e esteja na estação, com pelo menos, 15 minutos de antecedência. A passagem não pode ser comprada online e, por exemplo, quando fomos de Zadar para Split não conseguimos passagens para o ônibus que queríamos, além de que o que pegamos saiu com 15 minutos de antecedência. Por via das duvidas é melhor prevenir do que ficar sem ônibus, neh?  Quer saber detalhes sobre os preços e horários?

2 – Carro: Se for alugar um carro para viajar pela Croácia deve ter atenção ao percurso que deve seguir para chegar até o parque, além de confiar no GPS peça orientação da rodovia que deve seguir no local onde está hospedado ou em algum posto de combústivel (lá eles sempre sabem dessas coisas rsrs). Lembre-se que as placas que indicam a direção do parque estão sinalizadas como Nacionalni Parkovi Hrvatske ou Plitvicka Jezera e que ao dirigir deve ser cuidadoso com o limite de velocidade, pois a blogueira Monique do Diário Radical, foi multada por um guarda que estava escondido em uma curva. 

Parque Nacional Plitvice

Quando cogitei a possibilidade de ir ao parque de carro pesquisei em vários blogs para avaliar os prós e contras e confesso que nenhum clareou as minhas duvidas 100%, pois cada blogueiro relatava uma experiência diferente mesclando as boas e más.

Além dos alertas e das dicas deste subtítulo destaco o que li no blog Andarilhos do Mundo, o qual relata que é tudo muito bem sinalizado na rodovia da Croácia e ainda orienta como ir do sul e do norte do país para o parque, ou seja, se você for do sul andará pela auto-estrada A1 e pegará a 25 em Lički Osik, antes de entrar na D1 e deverá seguir as placas apontando para Korenica. Se for do norte também andará pela A1 e pegará a D1 em Karlovac e passará por Slunj antes de chegar ao parque. Certo gente? Não vão se perder! rsrsrs

Chegando ao parque, em cada entrada há duas opções de estacionamentos (sul e norte), independente de qual escolha o valor é o mesmo 7 Kunas (1€) por hora.

3 – Excursões: Há vários guiches com venda de excursões para visitar o parque nas cidades acima. As excursões acabam sendo uma boa opção para quem prefere praticidade e conforto.

Compre aqui a melhor excursão para o Parque Nacional Plitvice partindo da sua cidade base na Croácia

Eu e meu noivo Jonatan acabamos escolhendo esta opção, pois foi uma sugestão do Sr. Maruna, o proprietário do apartamento onde ficamos hospedados em Zadar. A respeito da excursão não temos do que nos queixar, o atendimento foi maravilhoso e a guia uma fofa em explicar os minímos detalhes com informações desde a história da Croácia, do percurso até o parque sem contar em responder todas as perguntas que o Jonatan levantava.

Parque Nacional Plitvice

O passeio dura o dia todo (das 8:30h ás 18:30h), o preço foi de 530 Kunas (70€) e incluia transfer, café da manhã caseiro (um baita de um sanduiche com salamito e queijo, suco de laranja, croissant de chocolate, laranja e água), almoço (pães, saladas, peito de frango empanado e batata com molho – a bebida era paga a parte (15 Kunas/ 2€), passeio de barco, visita guiada ao parque, uma passada pelo mini zoo e um souvenir.

 Vantagens e desvantagens de ir de excursão ao Parque Nacional Plitvicka

Vantagens

– Não precisa se preocupar com transporte, compra de ingresso e trilha para seguir

– Passeio guiado com informações sobre o parque através de um profissional experiente

– Histórias além do parque com informações que provavelmente só um nativo sabe contar

– Possibilidade de tirar duvidas

– Não anda em circulos, muito menos se perde pelas trilhas do parque

– Delicioso café da manhã e almoço

– Ver os dois ursos brincando e um mini zoo

– Ganhar um souvenir (bem simples, mas o que vale é a lembrança!)

Parque Nacional Plitvice

 

Desvantagens

– Preço elevado

– Fica limitado a rota do guia

– Responsabilidade de acompanhar o grupo

– Não tem muito tempo para tirar fotos

Como escolher a trilha doParque Nacional Plitvicka

Como já é possível de imaginar, o parque apresenta algumas opções de trilhas, mas por onde começar? Calma! O ticket do ingresso é um mini mapa das opções de trilha para seguir, além de ter placas e sinalização espalhadas pelo caminho. São poucas, mas elas existem!

Na dúvida, peça sugestão ao atendente que está lhe vendendo o ticket, a respeito de qual trilha deve seguir conforme a disponibilidade e disposições de horas que possui para visitar o parque, nada melhor que ele para auxiliá-lo nesta hora. Certo?

 

Viajando pela Croácia? Compre aqui seu passeio para a Blue Cave, o melhor passeio de barco de Hvar.

Aproveite as melhores ofertas e reserve já o seu hotel!

Deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.