Riga – Como chegar e o que visitar

0
5084

[wp_ad_camp_1]

Confesso que não foi amor à primeira vista pensar na Letônia como destino de férias. A proximidade com a Suécia e a facilidade da rota de cruzeiro realizada pela Tallink entre Estocolmo e Riga fez-me repensar nesta capital báltica para visitar. Consequência: apaixonei-me de vez pela cidade. Gostei tanto que fui duas vezes para Riga em menos de dois meses!

Páscoa em Riga, a cidade estava toda decorada com ovos gigantes.
Páscoa em Riga, a cidade estava toda decorada com ovos gigantes.

Quando comecei a procurar informações na Internet sobre a cidade, fiquei muito curiosa para conhecer Riga. Com uma história conturbada de invasões alemãs (período nazista) e russas (ainda recente até os anos 1980), as referências culturais da Europa Ocidental misturam-se às da Eurásia. De fato, ao desembarcar em Riga é possível sentir as influências multiculturais na gastronomia, nos costumes e na arquitetura. Enfim, é uma riqueza grande de detalhes que vale a pena conhecer de perto.

Centro Histórico de Riga.
Centro Histórico de Riga.

A primeira vez que fui à Riga era inverno e fiz a proposta do cruzeiro de passar apenas um dia lá, mas fiquei com um gostinho de quero mais. A cidade é pequena, deu para conhecer os principais locais como o Centro Histórico, considerado patrimônio histórico da UNESCO, mas foi tudo tão corrido que acredito que dois dias é o ideal para poder curtir com tranquilidade tudo. Já a segunda vez que fui para a capital da Letônia, eu fiquei três dias incríveis durante a primavera, com céu de brigadeiro e temperaturas muito agradáveis em torno de 20 graus. Prometo que em outro post falarei sobre a hospedagem.

Praça Domus, no Centro Histórico.
Praça Domus, no Centro Histórico.

Transporte em Riga

A princípio fizemos tudo andando. A cidade é pequena e é possível conhecer o “miolo” com caminhadas tranquilas. Mas se bater aquela preguiça de ir de um canto ao outro o sistema de transporte público é muito tranquilo de usar (1€ por ticket). A corrida de táxi é bastante em conta também (cerca de 0,60 para 1 km).

O que fazer em Riga

Capital Europeia da Cultura 2014, Riga esta repleta de vida, com ótimos estabelecimentos e rica programação cultural.
Centro Histórico – Patrimônio histórico da UNESCO, o Centro Histórico é o ponto turístico mais clássico de Riga. Lá é possível encontrar construções históricas dos tempos medievais, góticos, aos tempos mais modernos como Art Nouveau. Bons restaurantes e cafés oferecem o melhor da gastronomia letã. Este assunto também renderá mais posts (em breve).

Riga esta repleta de vida, com programação cultural e campanhas artísticas como esta.
Riga esta repleta de vida, com programação cultural e campanhas artísticas como esta.

Centraltirgus/Mercado Municipal: Considerado o maior mercado municipal da Europa, o Centraltirgus possui cinco galpões e uma feira livre em seu entorno com muitos comerciantes. Os produtos comercializados variam desde panificações, doces, chás, especiarias, frutas secas, produtos da medicina alternativa, carnes, embutidos e peixes (os peixes ficam num tanque de água para ser consumidos o mais fresco possível).

Mercado Municipal - feira livre ao redor dos galpões
Mercado Municipal – feira livre ao redor dos galpões

Mercado Municipal - peixes e conservas.
Mercado Municipal – peixes e conservas.

Brivibas piemineklis/Monumento da Liberdade: Diariamente a cada duas horas acontece a troca de guarda em torno do imponente Monumento da Liberdade, um tributo aos soldados que morreram lutando pela independência do país. Depois de conhecer a sofrida história da Letônia com as inúmeras invasões russas e alemãs, eu fiquei emocionada de ver este monumento. Além de bonito, existe um simbolismo muito forte que diz: estamos constantemente vigiando o nosso direito de liberdade – permanecemos em alerta para que qualquer início de obstáculo seja derrubado.

Monumento da Liberdade.
Monumento da Liberdade.

Kronvalda Parks: Com uma fauna rica em aves e um canal que corta a cidade de norte a sul, o parque Kronvalda é um charme. Em dias ensolarados, este parque é o ponto de encontro de pessoas de várias idades.

E o parque ficou ainda mais lindo com um arco-íris na fonte !
E o parque ficou ainda mais lindo com um arco-íris na fonte !
Kronvalda Parks!
Kronvalda Parks!

Kristus piedzimsanas: Com a cúpula dourada, a perfeição arquitetônica desta igreja não nega a beleza dos templos ortodoxos, remetendo a uma arquitetura oriental. Pena que estava em reforma e não pude ver a igreja inteirinha. Mas, mais bonito ainda é por dentro, mas infelizmente não pude fazer nenhum registro, pois era proibido fotografar no interior da igreja. Outro detalhe: para entrar lá, as mulheres precisam cobrir os cabelos com um lenço.

Na época da minha visita a Igreja Kristus Piedzimsanas estava em reforma.
Na época da minha visita a Igreja Kristus Piedzimsanas estava em reforma.

Biblioteca Nacional da Letônia: Nos últimos dias que estava lá, a Biblioteca Nacional da Letônia estava prestes a ser inaugurada. Fiquei com muita vontade de conferir o interior, o sistema, que pelo que li promete ser um dos mais modernos acervos da Europa. O projeto arquitetônico é lindo – muito contemporâneo. Se alguém passar por lá nos próximos meses e conhecer, deixa um comentário aqui na página contando sua experiência!

Biblioteca Nacional de Riga.
Biblioteca Nacional de Riga. Ded

 

Deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.