A crise fez bem ao Porto

1
1951
Ribeira do Porto vista a partir do Cais de Gaia.

[wp_ad_camp_1]

Morei no Porto durante 4 anos, de 2008 a 2012. Depois desse período retornei a cidade após passar minha mais longa temporada longe de lá, sete meses.

Voltar ao Porto tinha toda uma emoção: rever os amigos e os locais que vivi grandes momentos da minha vida, já contei os altos e baixos dessa louca aventura de morar fora de casa aqui.

Ribeira do Porto vista a partir do Cais de Gaia.
Ribeira do Porto vista a partir do Cais de Gaia.

Quando cheguei de volta a cidade algo me surpreendeu: crise fez muito bem ao Porto. A cidade se voltou para o turismo e como tal está cheia deles, o centro histórico está em reforma e muitos prédios já foram restaurados. Não é a toa que foi considerada pela segunda vez o Melhor Destino Europeu.

Avenida dos Aliados, Porto.
Avenida dos Aliados, Porto.

No centro histórico do Porto o que antes eram apenas casas velhas se tornaram espaços culturais, restaurantes e  lojas, em outras palavras, o lugar ganhou  mais vida e essa mudança toda aconteu em apenas 7 meses.

O turismo no Porto

O charme da cidade começa pela própria localização geográfica. Cercada pelas quintas de produção de vinho, banhada pelo Rio Douro e pelo Oceano Atlantico tudo acompanhado de uma arquitetura peculiar e muita história.

Foz do Douro.
Foz do Douro.

O motivo de a cidade ser uma das queridinhas do turistas é que além da beleza natural e arquitetônica os preços de produtos e serviços são muito acessíveis, ainda mais se compararmos com outras cidades na Europa.

Restaurantes e cafés, em qualquer esquina do Porto, do mais simples ao mais sofisticado, vão te servir uma excelente refeição por um preço que não vai pesar no bolso. Um ponto super positivo para a cidade é que os portugueses são culturamente cuidadosos com a gastronomia. Mesmo um restaurante pequeno serve pratos saborosos, com aquele gostinho de comida da avó, sabe?

Então resolvi dedicar esse post à famosa francesinha, o prato que é querido dos portuenses e que faz muito sucesso entre o visitantes.

O que é a Francesinha?

A francesinha é um sanduíche feito com pão de forma, salsicha fresca, fiambre (que é o presunto no Brasil) e bife, que pode ser de frango, vaca e até mesmo algumas variações com leitão.

Mas não pense que é um simples sanduíche, a francesinha é um dos mais famosos pratos da gastronomia do Norte de Portugal, inclusive já ganhou prêmios como um dos melhores sanduíches do mundo.

Francesinha com batatas + fino: 10€ (horário de almoço) - Café Santiago, Rua Passos Manuel, 226 - Porto. Foto por: Gisele Almeida
Francesinha com batatas + fino: 10€ (horário de almoço) – Café Santiago, Rua Passos Manuel, 226 – Porto. Foto por: Gisele Almeida

O que faz da francesinha um prato tão tradicional e apreciado na cidade é molho feito a base de tomate, cerveja e piri-piri (molho de pimenta). Alguns restaurantes guardam segredo de um ou outro ingrediente.

A francesinha é servida com queijo no topo, que é derretido pelo molho servido bem quente e acompanhado com batata e ovo.

A melhor pedida para acompanhar esse prato é um chopp, conhecido como fino na cidade do Porto.

Essa da foto a cima é servida no Café Santiago, que fica na Rua Passos Manuel, próximo ao Coliseu do Porto, na zona histórica da cidade.

O preço do prato, incluindo a bebida, pode variar de 5€ a 15€ e  pode ser apreciado em qualquer canto da cidade.

Confira onde comer francesinha no Porto aqui

Passou por aqui: Comenta vai! 🙂

Leia também: O que visitar no Porto; Viajar de Ryanair; Como economizar em hospedagem com conforto

Fontes: Café Santigo; Unesco; Petiscos.com; A crise em Portugal.

 

 

Aproveite as melhores ofertas e reserve já o seu hotel!

1 COMMENT

Deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.