#DASEMANA: Por que estou acordando às 5 da manhã todos os dias? #alouca

0
241
Viajar pela Europa

Sabe aquele ditado que questiona como você deseja algo diferente se continua a fazer tudo da mesma forma? Então, resolvi testar algumas coisas diferentes esse ano e hoje vou te contar como estou me adaptando a essa nova (louca) rotina.

Todos os anos, por volta de um mês antes do meu aniversário, eu fico mais introspectiva e penso no que poderia fazer para realizar os objetivos do meu “ano novo pessoal”. Já fiz uma uma lista de “30 coisas para fazer antes dos 30”, fiquei sem redes sociais por uma semana, comecei a praticar yoga e a meditar. Este ano, resolvi aderir ao 5AM Club, ou o Clube das 5 da manhã. 

Comecei essa ‘aventura’ faz praticamente duas semanas, assim que voltei da minha mais recente viagem para a Estônia. Aliás, você pode ver minhas dicas dessa viagem linda nos meus destaques no Instagram @viajarpelaeuropa

View this post on Instagram

A post shared by Gisele Almeida *Travel Blogger (@viajarpelaeuropa) on

Mas, afinal, o que é esse tal 5 AM Club?

Robin Sharma introduziu o conceito The 5 am Club há mais de vinte anos, baseado em uma rotina matinal revolucionária com o intuito de ajudar seus clientes a maximizar a produtividade. Ele propõe que você acorde às 5 horas da manhã, dividindo a primeira hora do seu dia em 3 momentos: 20/20/20, ou seja, 20 minutos de exercício físico, 20 minutos de planejamento e 20 minutos de aprendizado.

O método conquistou líderes e empreendedores de todo o mundo. Duvida? Basta pesquisar pelo termo na Internet para ver quantas pessoas, talvez até no seu círculo de amigos, já aderiram ao clube.

Afinal, você tem muito a ganhar preparando o seu corpo e sua mente para executar as tarefas do seu dia enquanto o resto das pessoas dorme, concorda? Eu resolvi testar.

Na verdade, essa não é a primeira vez que tento iniciar o meu dia acordando nesse horário. Ano passado fiz um teste e não deu muito certo. Acho que eu estava com o pensamento errado, sabe? “Se ‘fulano’ consegue, eu também vou conseguir”. E, por isso, eu falhei! 

Mas dessa vez as coisas estão bem diferentes. Eu resolvi aderir ao “Clube” de pessoas que acordam às 5 da manhã porque eu quero. Sabe aquela história de que precisa de um dia com 48 horas? Então, na verdade você já tem esse tempo mas ‘gasta’ essas horas dormindo. 

Eu tenho objetivos, muitos desafios e grandes sonhos. Como vou realizá-los se estiver dormindo?

Mas como estou conseguindo acordar às 5 horas da manhã?

No primeiro dia eu acordei superanimada. Corri para o meu tapete de yoga, que já deixei arrumado na minha sala, fiz 20 minutos de yoga, 20 minutos de meditação e li por mais 20 minutos. Robin Sharma recomenda 20 minutos de planejamento, mas eu prefiro meditar, o que significa que você pode adaptar o seu “despertar” da forma mais adequada para o seu estilo de vida. 

De qualquer forma, o ideal é começar o dia fazendo uma atividade física, para despertar o seu corpo. Eu pratico yoga, mas você pode sair para correr, nadar, enfim… O exercício de sua preferência. 

Depois, dedique algum tempo para planejamento ou meditação e, por fim, adicione 20 minutos de aprendizado. Pode ser leitura, podcast ou assistir aquelas palestras do TED que você colocou na lista e está sempre adiando porque nunca tem tempo. 

Como para mim o primeiro dia foi bem fácil, criei uma grande expectativa de que todos os dias seriam assim e me enganei!

No segundo dia acordei super cansada, com preguiça de levantar, mas ainda assim me arrastei, quase que literalmente, para o tapete de yoga e consegui vencer a preguiça.

Deixar o telefone na sala, bem longe da minha cama,  uma garrafa térmica com “chá de limão” e o meu café da manhã preparado no dia anterior tem sido uma grande ajuda. Assim que o telefone desperta, eu sou obrigada a levantar da cama para desligá-lo e meu tapete de yoga já está a postos me mostrando que meu dia já começa ali.

Depois de quase duas semanas, preciso dizer que alguns dias têm sido mais difíceis e na primeira semana notei uma alteração no meu humor. Eu estava ficando bem cansada e até irritada,  mas agora tenho me sentido feliz e animada logo pela manhã.

Essa mudança toda em apenas poucos dias já transformou positivamente minha rotina e produtividade. Às vezes, antes do meio-dia já completei todas as tarefas planejadas para o meu dia. Inclusive estou me tornando aquela pessoa que eu temia: a que vai logo de manhã para a academia. E estou amando! (risos)

Na próxima semana vou começar a estudar teoria para tirar carta de motorista (em sueco). Uma vontade que tenho faz muitos anos, tirar carteira de motorista, e que por alguns motivos ainda não havia realizado. Na minha rotina louca de mãe-solo, empreendora e influenciadora parecia impossível incluir mais uma tarefa que exige tanta dedicação. Mas agora, com essas horas extras no meu dia acredito que será possível. 

Como não bastasse uma mudança tão radical na minha rotina, ainda resolvi fazer uma dieta mais “limpa” e não beber álcool por 30 dias.

Cientistas dizem que o seu cérebro precisa de 21 dias para se adaptar a uma nova rotina. Depois desse período, ele passa a liberar dopamina, substância conhecida como o neurotransmissor do prazer que tem como função principal ativar os circuitos de recompensa do cérebro. Ou seja, quanto mais você se dedica a uma atividade, mais o cérebro entende como algo positivo e passa a te recompensar por essa atividade. Isso significa que daqui a alguns dias será mais fácil acordar cedo e incluir essa nova rotina na minha vida. Assim espero!

Siga o Instagram @viajarpelaeuropa para ver como estou me adaptando a esse novo estilo de vida e acompanhar minhas dicas diárias sobre viagens pela Europa e vida na Suécia. 

Agora me conta, você acordaria às 5 da manhã para conquistar algo novo em sua vida? 

Aproveite as melhores ofertas e reserve já o seu hotel!

Deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.