O que fazer em Bologna – Bate e volta a Modena

12
594

Minha viagem a Bologna foi marcada por surpresas em vários sentidos. Eu viajei sozinha, deixando em casa a minha filha, que estava com 1 ano e 10 meses. Só quem tem filho para entender o quanto isso pode ser desafiador… Apesar do coração apertado, essa foi uma das experiências mais enriquecedoras deste ano. Voltei revigorada!

bologna-duomo-gisele-almeida

As aventuras na Itália começaram logo no nosso primeiro passeio, no tour ”Descubra Ferrari e Pavarotti Land”. Você está apenas iniciando a leitura deste post, mas já adianto que este é um perfeito bate-volta à partir de Bologna. Vale super à pena!

Bate e volta a partir de Bologna

Nosso dia começou bem maluco, com aquelas confusões hilárias que geralmente só acontecem na Itália, sabe? Peripécias dignas de enredos dos filmes do Woody Allen. Veja só! Tínhamos o endereço e o número do ônibus que deveríamos pegar, Google Maps no telefone e boca, né? Porque quem tem boca vai a Roma (risos). Mas, por incrível que pareça, na Itália não é bem assim.  Acreditem!

Nós rodamos cerca de uma hora, passando mil vezes em frente ao lugar onde deveríamos ir, e ninguém sabia explicar direito. Como perrengue pouco é bobagem, nesse meio tempo começou a chover. A cada momento alguém nos dava um nova informação e, no fim das contas, perdemos o ônibus. Por isso, já anota aí a primeira dica: o ônibus para o passeio Descubra Ferrari e Pavarotti Land sai do terminal rodoviário de Bologna

Bom, perder o dia inteiro de passeio por conta dessa confusão não estava na nossa agenda. Então arrumamos logo um plano B. Fomos para a estacão de trem e nos encaminhamos para Modena, onde daríamos início ao tour. A Sylvia, nossa mentora do Blogville, foi nos encontrar na estação para garantir que estávamos entrando no trem certo. hahah

Como funciona o Discovery Ferrari e Pavarotti Land?

Descubra Ferrari e Pavarotti Land é um bilhete único, que inclui transporte e entrada para várias atracões entre na cidade de Modena e Maranello, que ficam a poucos quilômetros de Bologna. Com esse bilhete você escolhe os locais de interesse e faz o seu próprio roteiro, já que eles oferecem rotas diferentes em vários horários.

A minha companheira de viagem foi a Laura, do blog Traveladdicts.com, que também participava do Blogville. No dia anterior, tínhamos conversado sobre nosso roteiro. Dentre as atrações que queríamos visitar, a “Casa do Pavarotti” definitivamente não estava inclusa.

Leia também: Meu maior aprendizado em Bologna

bologna-italia-pavarottis-house-piano

Mas, por conta da nossa “mini-aventura” antes de chegar em Modena, perdemos o início do tour e então resolvemos visitar – não superanimadas, é claro – a Casa Luciano Pavarotti. Mas, que grata surpresa tivemos! Foi uma das atrações mais bacanas que tive a oportunidade de visitar nessa viagem.

Aproveite e aperte o play e continue lendo esse texto no clima da casa. 😉

Mesmo se, assim como eu, você não curtir Ópera, em algum momento da vida já deve ter ouvido alguns dos sucessos desse tenor. Nem que seja nas novelas da Globo. (risos)

A casa do Pavarotti transmite uma energia contagiante. Podemos ouvir a música e conhecer sua história e carreira. Em um primeiro momento soa bem estranho visitar a casa de uma pessoa que já morreu só porque ela era famosa. Mas a energia desse museu é bem viva, como se a música e a personalidade do tenor conservassem ali um eterno clima alegre e cativante.

pavarottis-house-modena-gisele-almeida

Devemos ter essa sensação pelo fato de que Pavaroti, além de ter uma voz única, era uma pessoa divertida e caridosa. No meio da sala principal da casa tem um piano, onde ele dava aulas de música gratuitas. Para Pavarotti, oferecer aos adolescentes a oportunidade de aprender música era uma forma de agradecer pelo dom que ele tinha.

Vale dizer que a visita é bem rápida, são cerca de 30 a 45 minutos. Ao final dela, um ônibus espera os visitantes para a continuidade do tour.

Logo em seguida, fizemos uma pausa para o almoço. Degustamos um delicioso risotto de lambrusco, prato feito com esse vinho frisante típico da região, apreciamos um bom vinho e batemos muito papo. O restaurante escolhido foi a Tattoria Via Ferrari. Bem pequena, mas super aconchegante, a casa tem um atendimento simpático e comida super saborosa! Experimentei o delicioso risoto de lambrusco e garanto que o prato estava mais apetitoso do que fotogênico. (Risos)

No início da tarde fizemos uma visita rápida ao Museu da Ferrari. Além da exposição de vários modelos da marca, o local conta a história do excêntrico Enzo Ferrari, o mecânico autodidata que criou um dos modelos de carro mais desejados do mundo.

bologna-italia-ferrari-museum-gisele-almeida-1

A visita ao Museu da Ferrari também é bem rápida. Enquanto passávamos o tempo, aproveitamos para fazer umas poses com a “estrela” do lugar.

bologna-italia-ferrari-museum-gisele-almeida

Seguimos para visitar a fábrica do autêntico vinagre balsâmico de Modena. Experimentamos o produto e passamos uma hora super agradável conhecendo de perto a produção e a história da família Giuseppe Giusti. Aliás, se você pretende trazer um super presente da Itália, considere o vinagre balsâmico, que vai muito além dessas embalagens super charmosas.

Um passeio assim não poderia terminar sem darmos uma passadinha numa produção de Lambrusco, um vinho frisante produzido na região. Conhecemos Gavioli Antica Cantina e Museo, onde tivemos uma visita guiada e conferimos tudo sobre o processo produtivo do vinho.

gavioli-lambrusco-modena-gisele-almeida

Obviamente o tour termina com uma agradável degustação de Lambrusco. Salluti!

img_1045

Super recomendo esse bate e volta de Bologna até Modena. O tour Discovery Ferrari & Pavarotti Land é uma escolha porque otimiza o tempo e você visita várias atrações em um só dia.

O passaporte para o tour sai por €48 e inclui transporte, o acesso aos museus e visitas guiadas.

Site oficial: Discovery Ferrari & Pavarotti Land

O tour Discovery Ferrari & Pavarotti Land fez parte da nossa programação do Blogville e foi um convite do Turismo Emilga Romagna. Lembrando que a opinião é minha!

Aproveite as melhores ofertas e reserve já o seu hotel!
468x60_reload-V2

Deixe Seu Comentário

12 COMMENTS

  1. Nossa, eu entendo o quanto aperta nosso coração viajar sem os filhos. Legal esta tua experiência e que bom que fez bem para ti. Viajar sempre faz bem né. Lugar lindo, amei as fotos e o post.

  2. Oi Gi! Bom saber desta opção de tour. Eu adoro visitar a casa de artistas porque a gente vê como era a vida deles além da fama, fica perto dos trabalhos que fizeram e aprende mais como foram feitas as obras e sobre a genialidade deles. Por isso eu acho a energia desses lugares muito boa e até inspiradora. Um beijo

  3. Aii que coragem!! Não sei se estou preparada psicologicamente para deixar meu filho (que agora tem 6 meses) em casa….rsrsrs Mas imagino o quão revigorante deve ter sido esta viagem! Itália está na listinha faz tempos…

    • Isabela, eu também não estava preparada, na verdade nunca estaremos antes de tentar.
      Viajar sem filhos vale à pena pois também precisamos de um tempo só para nós. <3
      E acredite, também faz muito bem para a criança! 😉

  4. Nunca tinha ouvido falar desse lugar. Parece encantador. Obrigada pela partilha. Fiquei com vontade de conhecer. Às vezes uma mudança de planos é óptima e proporciona autenticas descobertas.

  5. Acontece-me muitas vezes visitar sítios incríveis que, inicialmente, nem tinha pensado ir. Que bom ter acabo por visitar a casa do Pavarotti. Realmente é um ícone de Itália. E gostei muito do detalhe de ter colocado a música. 😉

  6. Eu adoro Lambrusco e fiquei fascinada com o tal risoto. Vou até procurar receita na internet, pois tenho lambrusco na geladeira. Vou colocar na lista conhecer essa região na minha próxima visita para a Itália.

Deixe seu comentário