Gerês – Como chegar e o que visitar

0
5125
Gerês

[wp_ad_camp_1]
Portugal está classificado como um dos 100 melhores destinos para se visitar em 2014, segundo o ranking da Trivago. Entre os seis destinos portugueses que constam na lista, Peneda-Gerês ocupa o nono lugar a nível mundial e quarto a nível europeu.  O lugar é também considerado reserva mundial da biosfera pela UNESCO.

DSC02799

Com tantas classificações positivas não podia deixar o Gerês de fora da lista de viagens pela Europa. Fui e gostei! Tanto que fui pela segunda vez e pretendo voltar ainda outras mais! E tenho que concordar com os gajos (rapazes) e raparigas (garotas) de cá Portugal: o Gerês é um sítio muito giro pah! Que quer dizer um lugar muito lindo, em português de Portugal! 🙂

DSC02787
Vai dizer que o Gerês não merece mais de uma visita?

Para quem deseja um roteiro alternativo com o objetivo de apreciar paisagens maravilhosas, uma mistura de fauna e flora típicas da região e depois relaxar nas magnificas águas termais, o Gerês é o lugar perfeito! #enjoy

Como chegar no Gêres

O Gerês fica aproximadamente a 20 minutos de carro de Braga, ao norte de Portugal. Para chegar até lá será necessário encontrar uma excursão em alguma agência de turismo ou alugar um carro, pois infelizmente não há trem nem ônibus com destino ao Gerês. Pelo menos as duas viações mais famosas (Rede Expresso e Renex) não fazem esse percurso.

Gerês! Que paraíso!

Transitar pelo Gerês de ônibus também não é algo muito prático, pois a maioria dos caminhos só é possível passar caminhando ou de bicicleta. Se estiver por Braga e deseja ir de carro ao Gerês pode pesquisar os preços da E Alurgel de Carros, se reservado com antecedência, um carro simples pode custar apenas 10€, mas se deseja explorar o caminho sobre duas rodas as bicicletas da Go By Bike são uma ótima opção.

As minhas idas ao Gerês foram por intermédio da ESN do Minho (Erasmus Students Network), partindo de Braga. A primeira vez foi organizada uma excursão e a segunda uma caminhada de 27 km até as Minas do Carris, como o grupo era menor acabamos indo de carro.

Independente se a sua ida ao Gerês partir de Braga, do Porto ou de qualquer outra cidade de Portugal, alugar um carro será a melhor opção, mas se não deseja arriscar em alugar um carro devido à falta de conhecimento do caminho, pode alugar um táxi em Braga! Ligue para o número 253 253 253 ou 936233602 e peça a carrinha que leva até 9 pessoas pelo preço de 4! #Ficaadica! Divirta-se!

Onde se hospedar no Gêres

A primeira vez que fui ao Gerês fiquei na Pousada da Juventude de Vilarinho das Faunas, que está localizada na freguesia de Campo do Gerês. A pousada fica aberta o ano todo e está a 30 minutos caminhando da Barragem de Vilarinho das Faunas e de fácil acesso para fluviais e trilhas na natureza. Também está muito próxima de vilas, bares e restaurantes.

A caminho da barragem :)
Vista para a barragem da Pousada da Juventude

Confira mais opções de hospedagem no Gerês no booking.com ou hoteis.com!

O que visitar no Gêres

Praia Fluvial de Rio Caldo: O Gerês tem diversos fluviais com paisagens deslumbrantes e águas cristalinas, ideais para banhos refrescantes no verão. Com uma boa infra-estrutura para camping, canoagem e banho, a Praia de Fluvial de Rio Caldo localiza-se na freguesia de mesmo nome.

 

Praia Fluvial de Rio Caldo, uma gracinha :)

DSC02646

Barragem de Vilarinho das Furnas: É uma barragem do tipo arco e situa-se na bacia hidrográfica do Rio Cávado, que foi inaugurada em 21 de maio de 1972.

Barragem vista de cima :)
Barragem vista de cima 🙂

Vilarinho situa-se após as Caldas do Gerês em direção a Barragem da Caniçada. Para chegar até lá, siga em direção a S. Bento de Porta Aberta passando pelo Campo do Gerês. O trajeto é pela autoestrada, basta seguir as placas de sinalização. Não tem erro!

Em baixo da barragem :) Wow!
Em baixo da barragem 🙂 Wow!

Seja corajoso e caminhe pelo arco passando por de baixo da barragem, tenha a certeza de que quando chegar ao final do destino poderá desfrutar do magnifico cenário de paisagens do Gerês. 

Wow para a vista \o/
Wow para a vista \o/

Minas dos Carris: É um complexo mineiro que ficou famoso na II Guerra Mundial. Hoje são apenas ruínas que são consideradas um local místico e misterioso, o qual representa um pedaço de memórias esquecidas pelo homem.

Minas dos Carris
Minas dos Carris

O percurso até as minas é cheio de pedras soltas, por isso, chegar até lá exige concentração, certo preparo físico e muita determinação. Apesar do caminho ser longo e dificultado a beleza que o cerca compensa toda a fraqueza que pode sentir durante a caminhada. Ao chegar no topo da montanha o cenário que presenciará é de perder o folego!

A caminho das minas o/
A caminho das minas o/
Sempre em frente rsrss
Sempre em frente rsrss

O caminho, pelo qual eu passei, se inicia na cascata de Leonte e é uma subida de mais de 9 km. Após passar pelas Minas dos Carris é possível ainda subir até o Pico da Nevosa, o segundo ponto mais alto de Portugal Continental com 1546 metros de altitude. Vai encarar? #sóosfortes 🙂

Perdi o fôlego. Quero descanso! rsrsrs
Perdi o fôlego. Quero descanso! rsrsrs
Ver as cimas de cima da montanha :)
Ver as cimas de cima da montanha 🙂

Baños: As águas termais do Gêres são indicadas para o tratamento de doenças, justamente por serem classificadas como hipertermais, fluretadas, bicarbonatadas de Portugal e da Europa. Nomes complicadinhos, neh? rsrs Mas explicam que as águas têm propriedades curativas. Quer obter mais informações sobre Tratamento Termal no Gerês, clique aqui.

Piscina das termas, que delícia!
Piscina das termas, que delícia!

Confesso que fiquei muito surpresa com a estrutura das termas, pois elas são ao ar livre, o que visualmente nos parece gelado e não quente. Impressão anulada pela experiência, pois a água quente que vem direto da montanha é extremamente relaxante, modificando a temperatura de acordo com a proximidade do buraco na rocha que liga a piscina termal com a montanha. Acredite! Depois de 10 minutos banhando-se a sensação é de estar dentro de um vulcão, saindo da piscina e aquecendo-se apenas com o vapor dos baños.

O local é público para banhos termais e ficam na fronteira com a Espanha a 6 km das Minas dos Carris.

Topo da Fenda da Calcedónia: Se deseja uma trilha de muita aventura pela reserva natural você pode incluir no seu roteiro o longo e exigente percurso para a Calcedónia. O caminho da trilha abriga fendas, as quais devem ser escaladas para concluir uma caminhada de 15 a 20 km entre a fauna e a flora.

A caminho do Topo da Fenda da Calcedónia
A caminho do Topo da Fenda da Calcedónia

O Percurso pode ser iniciado junto à estrada que liga o Campo de Gerês às termas (coordenadas N 41º 43.424 W 008º 11.340). Para facilitar a localização do caminho existe um largo no local e um trilho que segue na direção da Calcedónia. Divirta-se!

Mais 12 lugares para visitar no Gêres

Praia do Fluvial
Praia do Fluvial

1 – Museu Etnográfico

2 – São João do Campo

3 – Os planaltos da mouradela e de Castro Laboeiro

4 – Castelo Laboeiro e Vastelo Lindoso com a Geira Romana

5 – Castelo de Sta. Cruz

6 – Vale de Vilarinho (onde se encontra a aldeia submersa)

7 – Caniçadas

8 – Cascatas do Tahiti

9 – Igreja de São Rosendo

10 – Capela do Anjo da uarda

11 – Capela de São João da Fraga

12 – Aldeia do Soajo (Conhecida pela coleção de espigueiros)

11 locais para praticar esportes radicais no Gerês

Beleza natural que inspira esporte radicais :)
Beleza natural que inspira esporte radicais 🙂

1 – Aldeia de São João do Campo (Passeios pedestres)

2 – Caniçadas (Canoagem)

3 – Rio Arado e Pedra Bela (Ski Aquático)

4 – Malta de Albergaria (B.T.T, passeios pedestres, orientação)

5 – As cascatas de Tahiti (Rafting)

6 – Barragem de Vilarinho (Rappel)

7 – Vale de Vilarinho (B.T.T)

8 – Vale do Rio Homem (Rafting)

9 – Cascata de Vilarinho (Escalada)

10 – Serra Amarela (Bungee e jumping)

11 – Ascensão da Fenda de Calcedónia (B.T.T., Paintball e Rappel)

5 dicas para aproveitar o Gerês

Por se tratar de um passeio basicamente de caminhadas ao ar livre, convém tomar alguns cuidados. Confira as minhas dicas e aproveite o Gerês!

Muito preparo para aproveitar o melhor do Gerês o/
Muito preparo para aproveitar o melhor do Gerês o/

1 – O que vestir: Trajes de banho, calçado de montanha ou próprio para longas caminhadas, roupas confortáveis, casaco quente (as noites no Gerês são muito frias, inclusive no verão), dois pares de meias. Caminhadas longas no calor e meia molhada não combina né? hehehe

2 – Kit de emergência: Além dos produtos de higiene (lencinhos umedecidos, toalha, papel higiênico, etc) tenha um kit de primeiros socorros como pomadas para dor e machucados, band-aid, dorflex.

3 – Kit de caminhada: Seus dias no Gerês serão de longas caminhadas ou de atividades esportivas, por isso leve água e comida em uma mochila. Leve também o mapa, toalhas, meias extras (é sempre aconselhável utilizar dois pares para caminhada), lanterna, bússola, casaco e trajes de banho caso for para as termas ou cachoeiras.

4 – Locomoção: A maioria dos percursos dentro das reservas do Gerês são feitos a pé, há caminhos que nem o carro nem a bicicleta têm acesso permitidos. Esteja sempre preparado para caminhadas longas!

5 – Orientações: Peça orientação e dicas na recepção do local onde ficará hospedado sobre as trilhas que pretende fazer, assim poderá obter informações seguras dos locais onde pode ir, como também dos níveis de dificuldade das trilhas (fácil, médio ou difícil). Aproveite para se informar se o local possui convênio com alguma empresa que oferece esportes radicais e #enjoy 🙂

Aproveite as melhores ofertas e reserve já o seu hotel!

Deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.