Category Archives: Noruega

  • 0

3 motivos para te convencer a visitar Bergen, na Noruega

Bergen foi amor a primeira vista. Me encantei pela cidade desde o momento que desci do trem e comecei a explorar suas suas ruazinhas charmosas.

Se você ainda está em dúvida se deve incluir Bergen no seu roteiro de viagem pela Noruega, aqui tenho 3 motivos que vão te convencer agora mesmo.  E já adianto que você deveria reservar pelo menos 2 ou 3 dias para explorar a cidade.

3 motivos que vão te convencer a visitar Bergen

1- Arquitetura peculiar: Bergen é a segunda maior cidade da Noruega. As casas e prédios de Bergen apresentam estruturas que preservam o estilo urbano-medieval. Mas vale mencionar que, devido à sua vulnerabilidade, por conta das casas de madeira e as ruas estreitas, a cidade já sofreu com  vários incêndios.

No último, em 1955, sobraram apenas 62 casas de madeira construídas no século XVIII. “Para evitar novos acidentes, a preservação e a construção de edifícios seguem um regulamento técnico de edificações, com rigorosas normas de segurança”, explica Sunniva Helland, representante da empresa Saunders Architecture de Bergen.

Com casas de madeiras coloridas, telhados em forma de triângulo e enfileiradas em frente ao porto, o bairro Bryggen hoje faz parte da lista de Patrimônios da Unesco.

Hoje as históricas construções que eram eram as residências dos comerciantes alemães da Liga Hanseática abrigam restaurantes típicos e lojas de artesanato e design locais.

Foto por – Bergen Tourist Board Girish Chouhan – visitBergen.com

2 – Paraíso para amantes de frutos do mar – Do lado oposto ao Bryggen fica localizado o Fisktorget, o Mercado de Peixe, um ponto de encontro para nativos, comerciantes e turistas. A Noruega é o segundo maior exportador de peixe do mundo, ficando atrás apenas da China.

Bergen

Foto por – Terje Rakke – Nordic Life AS -www.fjordnorway.com

O Fisktorget é um verdadeiro oásis para os amantes de frutos do mar. A presença de vendedores anunciando as especialidades em barracas vermelhas, nas imediações do porto de Bergen, dão uma atmosfera pitoresca à cidade. Por ali, é possível experimentar pratos que vão do salmão ao bacalhau fresco. Degustar uma sopa de mariscos ou a exótica carne de baleia, que os comerciantes fazem questão de informar, é resultante de pesca autorizada.

3 – Paisagens deslumbrantes –  Bergen é a porta de entrada para uma das paisagens mais exuberantes do planeta: os fiordes. Os enormes vales formados por rochas e inundados pela água resultante do derretimento do gelo em sucessivas eras glaciais. Os fiordes são verdadeiras obras de arte da natureza.

Os fiordes ocorrem em áreas próximas aos polos da Terra. A Noruega é o país com o maior número deles no mundo. Do alto do Monte Fløyen, uma das sete montanhas de Bergen, é possível observar a entrada dos fiordes.

Aliás, o Monte Fløyen é um passeio imperdível na cidade. A Lidiane já deixou aqui todas as dicas para você visitar as atraçõoes de Bergen de uma maneira pratica e econômica.

Na Noruega, o mar se ramifica entre as paredes das montanhas, levando as águas a desbravarem novos caminhos para o interior do continente e o resultado é essa paisagem de tirar o fôlego.

Bergen

Foto-por-Bergen-Tourist-Board-Robin-Strand-visitBergen.com

 

Aproveite as ofertas da TAP e marque já sua próxima viagem pela Europa! Promotion 468x60
Aproveite as melhores ofertas e reserve já o seu hotel! 468x60_reload-V2

  • 0
SVALBARD

What to do in Svalbard during winter

Tags : 

Darkness…
Only darkness for 3 month.
The sun never goes up over the horizon.

This is the reality on Svalbard, Norway.

The Svalbard Islands are located in the Arctic Ocean, halfway between Norway and the North Pole. On Svalbard, you will find an arctic wilderness and a wildlife that is unique.
Svalbard has been one of the destinations on my bucket list for so long but now, after being there I can say that it is a really unique place that you should visit at least once in your lifetime.

During winter Svalbard is under darkness for 3 months.  I was here for a few days January with my friend Samuel and it was really cold, around -20C during our visit. We really wanted to see the Northern lights (Aurora) and in this period the chances of seeing this phenomenon in this region are really high.

Before I continue I want to say sorry for the quality of the photos. Most of them are taken with an iPhone 6 in the darkness.

Svalbard

The sun will arrive in 21 days

How to go from Stockholm to Svalbard?

We flew with the Star Alliance partner SAS from Stockholm(ARN) -> Oslo(OSL) -> Tromsö(TOS) -> Longyearbyen(LYR) and landed in the middle of the night at 02.00.

Svalbard

Just arrived to Longyearbyen

We were welcomed by this big man. A Polar bear.  By the way, I would say that Svalbard a place where you cannot leave the town without an armed local guide because of the polar bears. There are around 2000 polar bears around there. More bears the people during winter.

Svalbard

Welcoming Polar bear on the airport.

We took a taxi to Svalbard Hotel where we booked our stay. I can really recommend this hotel. It is newly renovated and really fresh. I also want to mention that the breakfast here was really good as well.

Svalbard

What to do in Svalbard in winter?

The first day we visited Svalbard Museum that was a bit disappointing. Price: 90 NOK (Norwegian kroner). 90 NOK = 10 Euro. Not so much to see here.

After that, we took a tour with the local guide Viggo. Price 290 NOK. He talked about how it was to live on Svalbard and the history of the city Longyearbyen. How the city was bombed by the Germans during World War II. First, he took us to a place close to Gruve 7 (Coal mine number 7)where scientists check the interaction between the sun and earth. The antennas are massive.

Svalbard

Can anyone here me?

After that, he took us to a place where I really wanted to go for a long time: The Global Seed Vault.
This is the place where countries can store seed from their fauna in the case of a disaster at home. They can then ask for their seeds to grow them up again. They are really safe here in the permafrost. The vault is really close to Gruve 3 (Coal mine number 3)

Svalbard

Global seed Vault

Svalbard

Global seed Vault

The second day we had booked a Dogsled tour. (Price: 1290 NOK around 130€). We were picked up by our guide that drove us to the dog yard or the kennel that a place where they breed dogs are called where we could meet our four-legs friends. We were introduced to the equipment and the huskies. We got warm clothes to survive the cold.

Me and Sam were told to help to put 6 dogs to our sled. It was a nice experience to do. The dogs were so happy and wanted to run away directly 🙂

After 30 minutes we were ready to go. Our guide had her rifle with her all the time if we were going to meet a Polar bear. The dogs were enjoying to run and we really needed to hold on to not fall off the sled.

Svalbard

Husky kennel

Svalbard

Preparing Huskies

The first part I was driving the dogsled while Sam was in the sled. The 6 huskies were really running fast. Some parts were hard to drive but we made it. After 30 minutes or so we stopped to change driver. I jumped down in the sled and it was Sams turn to drive all the way back to the kennel.

Svalbard

Dog sledding tour with huskies

Svalbard

Dog sledding tour with huskies

Nature is so magic here. The arctic landscape is so beautiful. Everything is really quiet. You can only hear the dogs soft footprints in the snow.

When we were back we helped with putting the dogs back to their small dog houses. After that, we got a warm cup of coffee and started our trip back to our hotel. What a wonderful day!

The rest of the trip will be posted soon. We saw the Northern Lights and I will give some tips for you to have this amazing experience in the next post!

Stay tuned!


  • 0
Como é o natal na Noruega

Como é comemorado o Natal na Noruega

Tags : 

Como num piscar de olhos, lá se vai 2016… Mas o Viajar pela Europa conta para você como é comemorado o Natal na Noruega. As tradições são bem diferentes por aqui mas o charme desse época do ano, além dos costumes típicos, fica pela paisagem natural, quase sempre branquinha de neve.

Confira agora pois quem sabe não te inspiramos a visitar a Noruega no próximo ano e passar o natal em terras escandinavas!

Como é comemorado o natal na Noruega

– Advento (em norueguês Advent)
As celebrações começam no primeiro domingo do Advento. O período refere-se às quatro semanas que antecedem o Natal. Normalmente, as famílias têm uma coroa ou guirlanda do Advento com quatro velas coloridas ou numeradas. Cada uma representa uma semana do mês e a cada domingo, uma vela é acesa.

Também no primeiro domingo do Advento são inauguradas as iluminações das árvores de Natal das cidades. Ano passado, fomos na celebração no centro de Stavanger, em frente à Catedral. Parecia que todos estavam lá, reunidos com suas famílias. Tivemos apresentações de coros com canções natalinas e a tradicional contagem regressiva para o acendimento das luzes da árvore.

– Biscoito de Natal e cidade de biscoito (Pepperkake e Pepperkake Byen)
Durante a inauguração das árvores de Natal também é muito comum as pessoas comerem uns biscoitos de canelas e especiarias decorados e em formatos de boneco. Há biscoitos de vários tamanhos. Alguns, para a alegria da criançada, são enooormes.

Outra tradição é montar casinhas e maquetes de cidades com biscoitos. Essas delícias docemente arquitetadas muitas vezes vão parar em exposições e até em concursos entre escolas, times e restaurantes. Eu mesma já visitei uma exposição na biblioteca do Centro de Stavanger, a Sølvberget Stavanger Culture House.

 

Como é comemorado o natal na noruega

 

– Estrela de Natal ou Estrela do Advento (Julesstjerne ou Adventsstjerne)
A estrela do Natal ou do Advento também é um ornamento muito típico e comum nas casas norueguesas nessas época do ano. Andando pelas ruas, observamos inúmeras casas com suas estrelas iluminadas nas janelas. A Gi falou sobre esse costume e outros, também comuns na Suécia, no vídeo 11 curiosidades sobre o natal na Suécia.

Leia também: Qual a melhor época para visitar a Noruega

– Calendário de Natal (Juleskalender / Adventskalender)
A partir do dia 1º de dezembro, cada uma das 24 janelinhas dos tradicionais calendários de Natal é aberta. Essas janelas são estampadas com elementos relacionados à data: um sino, uma estrela, uma vela, um presépio… dentro delas há doces ou brinquedinhos simples.

Hoje em dia, esse calendários não são apenas direcionados às crianças, afinal de contas não são apenas elas que esperam ansiosamente o período natalino.

O calendário é também muito útil para as famílias que realizam atividades entre membros. Cada dia tem uma tarefa ligada ao Natal: ouvir uma história ou cantar uma música de Natal, fazer casas de biscoito,… particularmente, adoro esse costume, pois é algo divertido e que une ainda mais as famílias.

Como é comemorado o natal na noruega

 

– Árvore de Natal (Juletre)
A árvore de Natal é um dos símbolos mais populares das celebrações natalinas pelo mundo. Por aqui, normalmente, a árvore de Natal é um pinheiro natural, vendido em feiras de árvores pela cidade. Mas elas também podem ser artificiais. As lojas estão cheias de opções.
O pinheiro simboliza a vida, pois é uma das poucas árvores que estão sempre verdes, mesmo no inverno!
Seguindo a tradição, as famílias enfeitam as árvores com objetos que remetem à data. Algumas famílias montam suas árvores apenas na véspera de Natal e logo em seguida, após o término dos festejos, logo se desfazem delas. O normal, no entanto, é montar essas árvores no início do Advento.

Como é comemorado o natal na noruega

 

– Refrigerante de Natal (Julebrus)

Esta é uma bebida típica vendida apenas perto do período natalino, a partir do início de novembro. Este refrigerante, apesar da coloração escura, tem sabor tuti-fruti. Os noruegueses adoram! Conheço algumas pessoas que compram vários litros e estocam para continuar no clima natalino (risos).

Como é comemorado o natal na noruega

 

Roupas de Natal (Julegenser)

É muito comum um noruegueses terem uma roupa ou um pullover bem típico para usá-lo na noite de Natal. E se engana quem pensa que esse costume se estende apenas às crianças. Não! Os adultos também entram nessa brincadeira! Pode ser um pullover com desenho de árvore de Natal, de rena, de boneco de neve ou do papai Noel. Acho muito divertido!

E você, já conhecia algum desses costumes de Natal na Noruega ?


  • 38

O que fazer em Stavanger – Viking Tour

Tags : 

Os vikings conquistaram o mundo por meio de séries, como Vikings e Game of Thrones. Toda essa popularidade acabou gerando negócios até mesmo para o turismo. Agora temos a possibilidade de fazer um Viking tour em Stavanger, na Noruega. Nada como conhecer os lugares onde viveram os verdadeiros vikings da história, não é mesmo?

web_hent_bilde7mud6ek2

Os Vikings fazem parte da história medieval escandinava. Ao Viajar pela Noruega você encontrará diversas referências a esse povo guerreiro. Uma ótima maneira de conhecer um pouco mais sobre a cultura viking é fazer o Viking Tour em Stavanger, um passeio que vai te levar a explorar locais de grande importância para a história deste povo. A visita a campos de batalha, locais de rituais, cerimônias e a outros importantes eventos estão dentro do roteiro. Tudo é apresentado por meio do olhar de estudiosos. Temos, então, uma real perspectiva de como viviam os que habitavam a Escandinávia anos atrás.

 

viking3

Embarquei no porto de Stavanger, em um ônibus todo personalizado com decoração viking. Até mesmo a guia estava vestida com trajes típicos, tudo havia sido preparado para entrarmos no clima desse tour. Durante todo percurso, a guia foi nos contando, em inglês, a história e algumas curiosidades dos Vikings.

Nossa primeira parada foi no Sverd i Fjell, um monumento comemorativo localizado no Fjord de Hafrs e que celebra a unificação da Noruega. Nesse marco, a guia nos contou um pouco das batalhas que ocorreram na região e nos mostrou a réplica de uma espada utilizada naquele tempo.

Leia também: O que são os fjords norugueses

img_7067

Em seguida, passamos pela Sola Ruinchurch, uma igreja de pedra do século 12. Incrível pensar como este marco histórico resistiu bravamente ao tempo.

img_6927

A nossa parada seguinte foi a Domsteinane, um círculo de pedras arqueológicas localizado uma pequena floresta. Acredita-se que o local era utilizado para rituais de julgamentos e punições ou se trate de um altar. São 24 pedras dispostas na vertical e formando um círculo com cerca de 22,5 metros de diâmetro. Ao centro, há algumas pedras que formam um tipo de mesa.

img_6861

Partimos para a Iron Age Farm, uma fazenda que retrata os anos 350 a 550. Vestida com trajes da época, a proprietária do local nos mostrou o interior de uma das casas de pedra e nos explicou como era a rotina e as tarefas diárias há cerca de 1.500 anos.

Ela também nos ensinou a técnica que era utilizada para fazer fogo, falou sobre o processo de produção das roupas e nos mostrou as formas de preparação de alimentos.

viking2

Muitas histórias foram contadas nesse tour. O passeio é tão interessante que o tempo passa super rápido. Foi tão envolvente aprender sobre essa cultura que fiquei com a sensação de que poderia ficar ali horas e horas.

O local é bem pitoresco e fica ainda mais charmoso com a presença destas simpáticas ovelhinhas. Muito charme!

viking1

No fim do tour você pode optar por voltar ao centro de Stavanger ou aproveitar para conhecer o Museu Arqueológico, gratuitamente, já que o local tem parceria com o Tour Viking. É uma ótima opção para quem deseja se aprofundar um pouco mais na cultura Viking.

viking

Vale lembrar que o tour Viking acontece apenas entre os meses de maio e agosto, tem duração de 2 horas e 30 minutos (sem considerar a visita ao Museu Arqueológico) e o valor do passeio é de 45o NOK (cerca de 50€).

GuideCompaniet é uma empresa que faz parte da Destino Viking Association, associação que visa promover o Mundo Viking com base em conhecimentos consolidados em pesquisas acadêmicas.

Fiz o tour Viking a convite da Guide Companiet. A opinião é minha!


  • 18

O que fazer na Noruega – Flor og Fjære – uma ilha tropical em Stavanger

Tags : 

Geralmente quando pensamos em Noruega logo imaginamos montanhas e muita neve, não é mesmo? Mas o país apresenta paisagens deslumbrantes e bem diversificadas, sendo que no verão, podemos até mesmo nos aventurar  em um jardim tropical exuberante, acreditam? Flør og Fjære,  ou Ilha das Flores, fica localizada próximo a Stavanger, e, trata-se de uma ilha que parece ter saído de um conto de fadas.

img_7151

Em um passeio pelo porto da cidade, logo que me mudei para Stavanger, vi um barco estampado com flores lindas. Parecia um lugar encantador! O interesse foi tamanho que parti em busca de informações sobre aquele lugar lindo. Era um pedacinho de Flør og Fjære. Como a temporada de visita à ilha se encerra no final de setembro, só consegui visitar o local este ano. Gostei tanto que já fui duas vezes nesta temporada!

img_7176

Um pouco da história:

Em 1965, Åsmund e sua esposa Else Marie revelaram a amigos o desejo de plantar flores na ilha. Ninguém deu muito crédito. “Como seria possível um jardim florido em um país como a Noruega?”, eles devem ter se perguntando. Mas deu certo! O grande jardim abraçado pelo mar tem mais de 50 mil espécies, entre rosas, palmeiras, cactos, bonsai, bamboo, árvores frutíferas e muitas outras. Um verdadeiro deleite visual!

img_7167

Atualmente, é Olav Bryn, filho de Åsmund, que está à frente dos jardins. Ele cria e estuda novas combinações durante o inverno para apresentar uma nova coleção maravilhosa de flores e cores a cada temporada. Olav diz se inspirar no arco íris para ampliar esse colorido jardim.

img_7240

Desde 1995, Flør og Fjære é aberto ao público com uma mistura de um exuberante jardim e uma deliciosa refeição com vista para o mar e os fiordes. Cerca de 30 mil visitantes desfrutam desse santuário por temporada (que vai de maio a setembro). Uma curiosidade: em 2007, a Rainha da Noruega, Sonja Haraldsen, celebrou o aniversário de 70 anos na ilha.

img_7363

Leia também: O que visitar em Stavanger

O passeio:

O acesso à ilha é somente de barco. O percurso, saindo do porto de Stavanger, leva cerca de 20 minutos. Ao chegar em Flør og Fjære, o turista é guiado em um tour de 30 minutos pela ilha. Assim ele conhece um pouco da história e das curiosidades dos jardins.

img_7368

Após o tour, os visitantes são direcionados ao restaurante para apreciar uma deliciosa refeição assinada pelo chef André Mulder. Tudo com uma agradável vista para os fiordes. Ah, e não se desespere! Após o almoço ou jantar você terá mais tempo para apreciar os jardins e tirar mais fotos! [risos] E, acredite! Você vai querer tirar fotos em cada pedacinho dessa ilha mágica.

img_0751

O menu é aberto com a Fisk Soup, prato típico norueguês. Para mim, foi a melhor que já provei na Noruega até hoje! Uma explosão de sabores! Só de lembrar me dá água na boca!

img_7182

Em seguida, o buffet apresenta opções de peixes (normalmente bacalhau e salmão, saladas), massas e carnes. Por fim, é servida a sobremesa. Vale lembrar que, caso você tenha alguma restrição alimentar, basta contactar o local com antecedência para a preparação de um menu especial.

img_7189

Bom, finalizada a refeição, os turistas retornam para os jardins para aproveitar toda a beleza da ilha.

img_7252

Todo o passeio tem cerca de cinco horas de duração, entre tempo de barco, tour, refeição e tempo livre. Você pode optar por visitar esse paraíso pela manhã ou a noite. Eu já estive em Flør og Fjære nos dois turnos. Como a ilha só está aberta para visitação durante a primavera e verão, não se preocupe, o dia estará claro, não importa o turno escolhido para o passeio.

img_7358

Informações úteis: 

– Faça sua reserva online aqui;

– Aberto de segunda a sábado, de maio a setembro;

– Normalmente você pode optar entre 2 turnos (almoço ou jantar);

– Acesso somente de barco, saindo do Porto de Stavanger;

– Preços: 1.090 NOK para adulto, 390 NOK crianças entre 3 a 12 anos e 150 NOK para crianças de 0 a 3 anos; (cerca de 121 €, 43€ e 17€ respectivamente).

E você, já tinha pensado em visitar um jardim tropical na Noruega?


  • 20

Qual a melhor época para visitar a Noruega ?

Tags : 

O verão é a minha estação favorita para viajar pela Noruega. Adoro aproveitar os dias longos e temperaturas amenas para fazer trilhas e visitar os famosos fjordes noruegueses. Mas a verdade é que esse país escandinavo, de paisagens deslumbrantes, oferece atracões inesquecíveis em qualquer época do ano.

Fjords

Foto: Robin Strand

Se está pesquisando a melhor época para viajar para a Noruega saiba que realmente depende  de você e do seu estilo viajante. De cruzeiros, a  eventos ao ar livre e a famosa aurora boreal. O país oferece experiências únicas em qualquer estação. Vou fazer aqui um resumo das atividades mais comuns de cada uma delas para te ajudar a escolher a época que combina mais com seu perfil, combinado?

O que fazer na Noruega na Primavera / Verão

A primavera é muito celebrada pelos noruegueses. Depois de meses no frio e na escuridão é hora de voltar a apreciar o charme das flores que começam a brotar e colorir as cidades, os dias passam a ser mais longos e quentes, e a população volta a aproveitar os passeios ao ar livre.

Nessa época do ano as pessoas amam visitar parques! É comum ver famílias inteiras sentadas na grama pegando um solzinho (no meio da cidade) e fazendo picnics nas praças. Inclusive,  várias atrações e bares só reabrem nos meses na primavera. Portanto, esse período é indicado para quem quer aproveitar ainda um pouco de “friozinho ” nórdico e conhecer uma Noruega mais colorida e animada.

Leia também: Onde comer barato na Noruega

IMG_0004

Alguns passeios são apenas possíveis no verão. As três trilhas mais famosas da Noruega: Preikestolen ou Pulpit Rock, Kjeragbolten (aquela com uma pedra presa entre uma fenda nas montanhas) e Trolltunga, a lingua do Troll, podem ser exploradas apenas durante o verão europeu. É entre os meses de maio a setembro que podemos nos aventurar com segurança por essas paisagens por conta da ausência de neve no trajeto. Vale lembrar que mesmo na primavera a neve costuma resistir e ainda dificultar esse tipo de aventura.

Para quem vai  fazer trilhas é aconselhável verificar sempre as condições do tempo no dia do passeio. Se ele estiver instável, é melhor deixar para fazer adiar. Quando fui pela primeira vez a Preikestolen não verifiquei nada disso. Era um dia lindo, estava sol e céu azul mas ventava bastante. A trilha foi tranquila mas quando chegamos no alto o vento quase levava a gente [risos]. É bem perigoso, sem contar que atrapalha as fotos.

Leia também: Tudo que você precisa saber para visitar Preikestolen, a trilha mais famosa da Noruega

preikestolen-pulpit-rock-and-the-lysefjord-lysefjorden-tr-fn254ahm_800

Foto: Terje Rakke

Os cruzeiros também são muitos comuns na primavera e verão. Eles conduzem os turistas aos majestosos fjords da Noruega e oferecem ângulos incríveis para fotos. São passeios muito populares, não apenas para turistas, mas também entre os próprios noruegueses.

IMG_7781

O sol da meia noite é um curioso fenômeno que poder ser observado no verão. Entre os meses de maio e julho, no norte da Noruega, o sol nunca se põe. No resto do país o pôr do sol  acontece por volta das 11 da noite mas nunca chega a escurecer realmente. O céu fica apenas em um tom azul escuro até o amanhecer, que acontece por volta das 3 da madrugada.

Aproveitando esse fenônemo, curiosíssimo para nós brasileiros, muitos passeios e eventos são organizados durante a noite, como: safari de observação de baleias, mergulho noturno, cinema ao ar livre.

img_0869

Para quem quer apreciar um pouco mais da cultura norueguesa, visitar o país no Dia da Constituição Norueguesa, comemorado em 17 de Maio. As ruas do país ficam lotadas. Os noruegueses se vestem com trajes típicos e celebram sua nacionalidade. Em Oslo, capital do país, o desfile é prestigiado pela família Real. Tem um post completo sobre esta data tão comemorada aqui na Noruega.

dia-nacional-da-noruega-em-frente-ao-palacio-real-foto-por-visitoslo-heidi-thon

Foto: Heidi Thon

Se você gosta de boa gastronomia, em julho acontece o principal festival de comida dos países nórdicos, o Gladmat, na cidade de Stavanger. É literalmente uma delícia aproveitar todos os dias deste festival de comilança, o evento é uma verdadeira vitrine para os alimentos, a gastronomia e a cultura local. Além disso é de Stavanger que partem vários passeios para os incríveis fjords noruegueses e para a famosa trilha de Preikestolen.

img_1496b

O que fazer no Outono / Inverno na Noruega?

Essas são as estações que normalmente os brasileiros evitam por medo do frio. Na verdade aqui é bem frio mesmo (rs), mas, como diz um ditado norueguês: “Não existe tempo ruim e sim roupas inapropriadas”. Então é preciso se agasalhar bem, vestir as roupas e acessórios certos  e curtir as atividades incríveis que só acontecem nessas estações.

O charme das caminhadas pelas montanhas e florestas para contemplar a exuberância das cores outonais. Tempeturas ainda amenas, e uma explosão de cores que com certeza renderão fotos que mais parecem pinturas!

outono4

Essa também é a época da colheita de amoras e cogumelos, ingredientes muito apreciados na gastronomia da Escandinávia.

cogumelo2

Na medida em que o fim do ano se aproxima as temperaturas vão diminuindo e os primeiros flocos de neve começam a cair é dada a largada para a temporada de esportes de inverno. Patinação no gelo, esqui, e é também muito divertido brincar como criança nos parques cobertos de neve, com trenós ou pranchas para deslizar pelos morros. Esta é uma diversão comum entre os noruegueses e, o melhor de tudo, é grátis!

foto 2

Quem vem à Noruega no inverno geralmente vem em buscca de conhecer a  fantástica Aurora Boreal, não é mesmo?  Esse fenônemo indescritível, com condições de visibilidade bem específicas, atrai pessoas de todo o mundo e é um  atração à parte. O “ballet” das luzes que colorem o céu é uma experiência mágica! Os melhores meses para ver a Aurora Boreal são entre setembro e março. As Auroras acontecem com maior frequência no norte do país.  

A Suécia também é outro local indicado para ver a Aurora Boreal. Confira aqui onde e quando ver a Aurora Boreal na Suécia.

Aurora Boreal em Tromsø

Seja qual for a sua preferência a Noruega é um lugar de paisagens e atrações inesquecíveis e tem programação o ano todo. Primavera de muitas flores e festas, verão do sol da meia noite e das trilhas imperdíveis, outono de cores incríveis e o inverno da majestosa Aurora Boreal e esportes de inverno.

E agora? Conseguiu decidir quando programar sua viagem para a Noruega?

 

 

 


  • 9

Bergen Card – uma maneira pratica e econômica para explorar Bergen

Tags : 


Bergen é uma das cidade que desperta de maior interesse para quem pensa em viajar para a Noruega. Famosa por estar cercada por uma cadeia de sete montanhas, pela beleza dos seus fiordes e da sua arquitetura peculiar. A cidade oferece diversas opções de lazer para os turistas, por isso vale comprar o Bergen Card.

Bryggen with Boats

Foto: Girish Chouhan  (visitbergen.com)

O que é o Bergen Card ?

O Bergen Card é um cartão que lhe proporcionará explorar a cidade de forma pratica e econômica. Ele funciona com um “bilhete único” que dará direito ao transporte público ilimitado e acesso gratuito a alguns museus e até mesmo descontos para outras atrações e estacionamentos.

IMG_7419

Nornalmente costumo avaliar se valem a pena esses cartões das cidades quando viajo. É o mesmo que sugiro que você faça. No meu caso valeu a pena considerando o preço das atrações que visitei e o preço do cartão. Tudo vai depender de quais atrações quer visitar e do tempo em que ficará na cidade.

Existem três opções do Bergen Card: 24 horas, 48 horas e 72 horas, e os preços (em 2016) para adultos são: 240 NOK (cerca de 26 euros), 310 NOK (33,50€) e 380 NOK (41,00€) respectivamente.

IMG_7421

Abaixo vou colocar indicação de algumas atrações gratuitas e outras que terá desconto com o Bergen Card que eu visitei, em outro post irei falar um pouco mais de cada uma dessas atrações.

  • Old Bergen  Museum (grátis)
  • Bryggens Museum (grátis)
  • KODE – Art Museums of Bergen (grátis)
  • Rosenkrantz Tower (grátis)
  • Fantoft Stave Church (grátis)
  • Fløibanen Funicular (50% de desconto)
  • Bergen Aquarium (25% de desconto)

foto-sverre-hjornevik

Foto: Sverre Hjørnevik (visitbergen.com)

Para visitar todas as atrações acima eu iria gastar 750 NOK (81,00€), e com o Bergen Card gastei o total de 470 NOK (50,80€), da seguinte forma: 240 NOK (26,00€) Bergen Card de 24 horas + 42,50 NOK (4,60€) referente aos 50% do ingresso do Fløibanen Funicular + 187,50 NOK (20,30€) referente aos 75% do ingresso do Bergen Aquarium. Uma super economia, não é mesmo?

O Bergen Aquarium foi a atração de maior custo, inclusive meus pais e meu marido, que estavam comigo nessa viagem optaram por não visitar esta atração.

Outras atrações gratuitas com o Bergen Card que não visitei, estão listadas abaixo, ou clique aqui para ver a relação completa dos participantes do Bergen Card.

  • Håkon’s Hall
  •  Bergen Contemporary Art
  •  Bergen Maritime Museum
  • The Norwegian Fisheries Museum
  • St. Mary Church
  • Natural History Museum

Como usar o Bergen Card ?

O Bergen Card deverá ser preenchido com a data e horário que utilizar pela primeira vez e terá a duração correspondente ao que foi contratado, 24, 48 ou 72 horas. O cartão é pessoal e você deverá sempre estar com ele e apresentar na bilheteria de cada atração que for visitar.

IMG_7420

Onde comprar ? 

Você pode comprar na Central de Turismo de Bergen que fica em cima do Mercado de peixe, no Porto da cidade.

Pode comprar também on-line pelo site www.visitbergen.com/bergencard

E também é possível comprá-lo em alguns hotéis da cidade.

Fique atento aos horários de funcionamento das atrações, pois no inverno costumam funcionar em período reduzido e algumas atrações não abrem, como por exemplo o Old Bergen Museum.

old-bergen-museum-bergen-city-museum-bg285_1024-foto-por-gjertrud-coutinho

Foto: Gjertrud Coutinho (visitbergen.com)

Veja também o vídeo da viagem da Gi por Bergen e fique ainda mais curioso para ver de perto a belíssima Bergen. Aperte o play e confira!

Agora me conta, quais as atrações você pretende visitar em Bergen?

 


  • 22

Nuart Festival – arte de rua em Stavanger

Tags : 

Londres, Berlim, Nova Iorque… estas são algumas das cidades em que a arte não poderia estar mais próxima das pessoas: nas ruas! O que provavelmente você não imagina é que Stavanger, na Noruega, também faz parte do grupo de lugares com esse interessante toque artístico contemporâneo. Além de ser porta de entrada para os fiordes noruegueses e ter uma incrível beleza natural, Stavanger tem ruas que chamam a atenção pelas cores vibrantes.

IMG_5071

Foto: Lidiane Albuquerque (Muro de Berlim)

Além da variedade de museus que a cidade oferece (Museu do Petróleo, Museu Arqueológico, Museu Marítimo…), Stavanger recebe o Nual Festival, um festival reconhecido entre os apreciadores de arte.

Realizado desde 2001, o Nuart Festival é uma atração internacional de arte de rua contemporânea que acontece todos os anos, geralmente no do mês de setembro. Durante o festival, acontecem exposições indoor, tours outdoor pelos murais, além de debates e oficinas de arte. O Nuart objetiva explorar e apresentar novos movimentos e artistas nacionais e internacionais do segmento da street art. É, sem duvidas, um evento dinâmico e em constante evolução.

IMG_0637

Foto: Lidiane Albuquerque (Nuart 2015)

Este ano, o Nuart Festival acontece de 8 de setembro a 16 de outubro. É possível fazer tour guiado (em inglês ou norueguês) pelas ruas da cidade e conhecer um pouco das obras e dos artistas por traz de seus traços. Os tours acontecem todos os domingos durante o festival. Há ainda a possibilidade de fazer um tour privado. O tour do primeiro domingo do festival é sempre gratuito. Ano passado, eu participei do passeio orientado e vou contar um pouquinho como foi.

 

IMG_0673

Foto: Lidiane Albuquerque – Tour de 2015

O tour gratuito tem duração média de 1h30. Fomos conduzidos pelas ruas de Stavanger e pudemos conferir dez  artes. A edição de 2015 contou com 24. No site do Festival é possível fazer download do mapa que sinaliza onde estão localizadas as obras da edição corrente.

img_7669

Mapa referente ao Tour de 2015

O tour tem partida no Tou Scene, uma antiga fábrica de cervejas do século XIX que atualmente é um centro de referência artística em Stavanger. É no Tou Scene que está a exposição coberta do festival. Aproveite que está de passagem pela área e confira a parte indoor!

 

unspecified

Foto: Ian Cox – Exibição  indoor 2015

 

Em 2016, o Nuart Festival traz 14 artistas de renome de todo o mundo. Novas pinturas, murais, instalações e intervenções estão surgindo em toda a cidade. Abaixo, a relação dos artistas participantes deste ano:

Add Fuel (PT), Axel Void (ES), Eron (IT), Evol (DE), Fintan Magee (AU), Henrik Udalen (NO), Hyuro (AR), Jaune (BE), Jeff Gillette (US), Kennardphillipps (UK), MTO (FR), Nipper (NO), Robert Montgomery (UK) and SpY (ES).

 

_DSF1836

Foto: Brian Tallmann / Artista: NIMI (Nuart 2016)

 

Informações úteis:

Visite o site do festival para mais detalhes: www.nuartfestival.no

Tour gratuito: 11 de setembro de 2016, às 14h, saindo do Tou Scene.

Street Art Tour: Todos os domingos (de 11 setembro a 16 de outubro), às 14h, partindo do Tou Scene. Custo: 100 NOK (cerca de R$40).

Exibição  indoor – quartas a sextas-feiras, de 12h às 17h / sábados e domingos, de 11h às 16h, partindo do Tou Scene Beer Halls – Kvitsøygata 25, Stavanger. Custo: 80 NOK (cerca de R$32).

Como chegar no Tou Scene:

  • Pegue o ônibus 4, saindo do centro de Stavanger sentido Rosenli, e desça no ponto Lervigtunet, cerca de sete minutos depois do embarque.
  • Para fazer o trajeto a pé partindo do centro, você vai levar cerca de 20 minutos.

 

img_7662

Foto: Lidiane Albuquerque (Nuart 2015)

Se você estiver em Stavanger em setembro, que tal aproveitar e explorar esse lado artístico da cidade ? Com certeza esse passeio lhe renderá ótimas fotos!

 

img_7717jpg

Foto: Lidiane Albuquerque (Nuart 2015)


  • 2

Gladmat – o maior festival de comida típica da Escandinávia

Se você gosta de boa gastronomia e está programando sua visita à Noruega, considere vir no final de julho para poder desfrutar do festival gastronômico Gladmat, que acontece em Stavanger. Nesse período, a cidade fica super movimentada. Milhares de pessoas saem às ruas e andam pelo porto, onde se concentra a feira. O festival atrai cerca de 250 mil visitantes durante quatro dias e recebe muita atenção, tanto a nível regional como nacional.

IMG_1534
Este ano, o principal festival de comida dos países nórdicos aconteceu entre os dias 20 e 23 de julho. Foi, literalmente, uma delícia aproveitar todos os dias deste festival de comilança que completou o décimo oitavo ano de realização! Gladmat, que quer dizer comida feliz, não poderia ter nome melhor, né? O evento é uma verdadeira vitrine para os alimentos, a gastronomia e a cultura local.

IMG_1497

O objetivo do festival é proporcionar experiências culinárias para todos os visitantes. Novos sabores, novos conhecimentos e inspirações por meio de alimentos, cursos, palestras e entretenimento. No grande palco central da praça as pessoas puderam presenciar o cozinheiro chefe e alguns dos melhores chefs do país em atuação. O Gladmat contou ainda com cursos práticos de culinária para adultos e crianças.

IMG_1442

Por lá você pode escolher diferentes experiências gastronômicas. São mais de 100 expositores locais e mais uns tantos de outros países. Havia, por exemplo, tendas de sorvete da Itália, waffles da Bélgica e queijos da Holanda.

IMG_1511

IMG_1512

 

Além da variedade, os preços também são incrivelmente atrativos. É possível experimentar pequenos pratos típicos pagando a bagatela de 30 coroas norueguesas (cerca de 3 euros). Mas se a fome for muita, há pratos mais generosos e com preços mais altos, é claro! Há muita oferta de pratos com frutos do mar, bacalhau norueguês e alguns peixes diferentes (pelo menos para nós, brasileiros) que valem ser experimentados!

Leia também: Onde comer barato na Noruega

IMG_1475

 

 

IMG_1467

 

Se a ideia não for comer um prato típico, há sempre opções mais práticas, como os hambúrgueres com carnes diferentes. Eu experimentei um com carne de alce e achei uma delícia! A opção tradicional vem acompanhada de uma geleia de frutas vermelhas levemente doce.

IMG_1508

Vale lembrar que na Noruega não é permitido beber na rua. No período do festival, há espaços delimitados por correntes, neles é permitido beber. E falando em beber, produtores locais de cerveja também estiveram presentes na feira. Se você curte cerveja artesanal, visitar o Gladmat é um ótimo negócio!

IMG_1563

 

IMG_1437

E aí, ficou com vontade de visitar Stavanger?


  • 19

Tour de caiaque e bicicleta pelos Fjords de Stavanger

Tags : 

Se você quiser explorar Stavanger além do centro e da famosa Preikestolen, que tal fazer um tour de bicicleta e/ou de caiaque pelos Fjords da cidade? Com a infinidade de fiordes e rios presentes por aqui, a prática de caiaque se tornou uma atividade muito popular. Fazer um tour de caiaque e/ou de bike é uma forma descontraída, divertida (e aventureira) de se embasbacar com a natureza deslumbrante dessa cidade.

Há várias opções de passeios. Eu escolhi um que combinava bicicleta e caiaque em um tour guiado de aproximadamente quatro horas. Aqui, vou detalhar o que aconteceu nessa minha “minisaga”.

IMG_1294

Encontrei com o meu guia Kjell no centro de Stavanger, em frente ao centro de turismo. No primeiro momento, recebi algumas instruções de segurança para pedalar e fizemos os ajustes necessários. Coloquei o capacete e começamos nosso tour de bike pelas redondezas.

Durante todo o percurso, o guia foi revelando curiosidades dos locais pelos quais íamos percorrendo. Fizemos pequenas paradas para tirar fotos (o que foi ótimo também para pegar fôlego rs). O trajeto até Sverd i Fjell, de onde começaríamos o tour de caiaque, não foi difícil e levou em torno de 40 minutos pedalando por 8 quilômetros.

IMG_1333

Eu estava um pouco aflita com o tour de caiaque, porque em algumas partes do percurso de bike ventava muito, o que não nos dava tanta certeza em relação às condições do mar para a etapa do passeio na água. Chegando lá, o guia me tranquilizou dizendo que as condições eram favoráveis.

Ao chegarmos a Sverd i Fjell, os caiaques já estavam nos esperando com uma surpresa: o KvikkLunsj, um chocolate com biscoito, típico lanche norueguês. É muito comum comer essa delícia ao fazer trilhas ou passeios ao ar livre. Dá energia!

IMG_1188

IMG_1303

Sverd i Fjell (cujo significado é espadas na montanha) é um monumento comemorativo localizado no fiorde de Hafrs. Ele foi construído pelo escultor Fritz Røed. As três espadas de 10 metros de altura fincadas na rocha simbolizam a histórica batalha de HafrsFjord, ocorrida em 872. Na ocasião, a Noruega passou a ter um único rei. A maior espada representa o vitorioso Haroldo e as duas menores simbolizam os reis derrotados.

Leia também: O que visitar em Stavanger

IMG_0538

A hora de encarar a aventura na água estava chegando! Me muni de todos os equipamentos de segurança e ouvi algumas instruções do tipo: “se você cair na água…” Na mesma hora falei ao instrutor que essa não era minha intenção! Kkkk Mas, brincadeiras à parte, seguimos remando pelos Fjords até o fim do HafrsFjords. Tínhamos a opção de continuar, mas a partir daquele ponto o mar era mais aberto, o que naturalmente favorecia os ventos. Por segurança, preferimos voltar.

IMG_1185

IMG_1194

Mesmo não completando todo o trajeto na água, posso dizer que fizemos um belo tour de caiaque! Remamos por uma hora e pude contemplar uma bela paisagem, me conectar com a natureza, conhecer mais da história e as curiosidades locais.

IMG_1370

Chegamos de volta a Sverd i Fjell e, antes de seguirmos para a segunda parte de bike, paramos na lanchonete Paradis para comer hambúrguer e tomar sorvete. O local é um charme! Super agradável e com uma privilegiada vista para o HafrsFjords.

IMG_1199

No segundo percurso de bicicleta fomos pedalando pelos Fjords. Foi lindo!!! Passamos por cenários maravilhosos, um mais lindo que o outro! Tivemos muito contato com a natureza. Avistamos várias espécies de aves e árvores, muitas casinhas charmosas e super floridas. Passamos também por uma fazenda onde as vacas eram super calminhas. Elas chegavam a ir até a grade para fazer selfies com a gente e receber carinho.

Leia também: Cruzeiro ao Lysefjord

IMG_1345

IMG_1284

Na parte final do percurso, passamos por uma rocha com gravuras rupestres descobertas em 1879. As 170 figuras podem ser vistas atualmente. Algumas trazem barcos com algumas linhas verticais representando os tripulantes, outras são desenhos de mãos, pés, de círculos, representando o sol, e “Y”, que significava uma saudação ao astro rei.

IMG_1356

IMG_1231

Retornamos ao centro de Stavanger e lá finalizamos nosso tour. Foi uma experiência divertida, talvez a melhor forma de explorar os fjordes noruegueses e suas paisagens deslumbrantes.

Fiz meu tour com o Rogalang Aktiv. Se tiver interesse, basta clicar aqui para ser conduzido ao site e poder buscar as opções de passeios.

IMG_1287

E você, já pensou em passear pelos fjords da Noruega?


  • 0

17 de Maio – Dia nacional da Noruega

Uma das coisas mais interessantes ao viajar é ter a oportunidade de vivenciar um pouco da cultura local e dos hábitos das pessoas que habitam o nosso destino. Pensando nisso, que tal vivenciar uma experiência tipicamente norueguesa?

Se essa lhe parecer uma ideia interessante, programe sua viagem pela Noruega para a terceira semana de maio. No dia 17, as ruas do país inteiro ficam lotadas. Os norueguesas se vestem com roupas tradicionais típicas, chamadas bunabs. Há também bandas e desfile o dia inteiro. O motivo de toda essa festa é a celebração do dia da Constituição, a data mais comemorada do ano!

17demaio1

No dia 17 de maio de 1814 foi assinada a primeira constituição da Noruega. Assim, o país passou a não mais fazer parte da Dinamarca, mesmo permanecendo unificada à Suécia (a dissolução dessa união aconteceu somente em 1905). O interessante é que a data começou a ser celebrada com maior entusiasmo após o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945.

17demaio14

Os noruegueses dão muito valor a esse dia. Por isso, eles ensaiam ao longo de meses para as festividades. O dia se inicia com as famílias se reunindo com amigos e vizinhos para saborear um café da manhã típico, cheio de guloseimas, bolos, pães, ovos mexidos e salmão defumado. Tudo isso acompanhado de champanhe. Nesse dia, os pais permitem que as crianças tomem sorvete e comam cachorro quente à vontade!

17demaio2

Fique atento, pois as principais vias da cidade são fechadas para as comemorações. Os desfiles trazem bandas, e as pessoas caminham pelas ruas agitando a bandeira da Noruega, cantando e gritando “Hipp Hipp Hurra“. O maior desfile acontece na capital, Oslo, onde a família real acena para a multidão durante toda a marcha.

17demaio11

17demaio21

Você verá muita gente vestida com trajes típicos, os bunads. A vestimenta varia de acordo com a região e origem dos ancestrais, sobretudo nas cores, bordados e estilo. Há lojas pela cidade que vendem os bunads. Os preços podem chegar até de 20.000 Nok (cerca de 2.145€). 

17demaio13

17demaio23

Os jovens que estão no último ano de graduação escolar, os chamados “Russ”, usam uma roupa específica. É um macacão que pode ser vermelho ou azul, dependendo do que cada um deles vai estudar após o término da escola.

17demaio8

Essa é uma celebração realmente especial para a Noruega. É, sobretudo, um dia em que os noruegueses comemoram o amor ao país. Estando na Noruega no dia 17 de maio, o visitante terá uma experiência intensa e poderá entender e vivenciar a cultura desse país tão charmoso.

17demaio15

 

E você, ficou com vontade de conhecer o dia mais comemorado na Noruega? 

Leia Também: 15 curiosidades sobre a Noruega


  • 1

Onde comer barato na Noruega

A Noruega tem paisagens lindas, um lugar que proporciona experiências únicas, que com certeza está na lista de desejos de todos os viajantes mais descolados. Mas para quem está pesquisando sobre turismo no país escandinavo, já sabe que esse não é um dos destinos mais baratos. Só para citar, Oslo, a capital da Noruega, ocupa a 3ª  posição na lista de cidades mais caras do mundo segundo, segundo a revista The Economist. Sendo assim toda dica para economizar nessa viagem são bem-vindas, não é mesmo?
Por isso preparei esse post cheio de dicas,  para mostrar que é possível experimentar coisas deliciosas sem fazer um “furo na carteira” (rs). Vou começar por Stavanger, cidade onde moro atualmente, mas muitas dessas sugestões servem para qualquer cidade da Noruega. Combinado!
 
restaurantes3

 1- Conheça as lanchonetes com sanduíches típicos

Os noruegueses geralmente comem sanduíches ou saladas no horário do almoço, não uma refeição mais completa como estamos habituados nos Brasil. Além dos tradicionais redes de fast food, como: Mc Donalds, Burger King e Starbucks (que particularmente eu não sou fã), existem várias lanchonetes mais típicas. Para citar algumas:  7 Eleven, Narvessen, Deli de Lucca ou Big Bite.
Nessas redes você vai encontrar sanduíches por 51 NOK (em torno de 5,50€), cachorro quente por de 35 NOK (em torno de 3,80€), o cachorro-quente da Noruega é basicamente pão e salsicha, às vezes enrolada no bacon.
sanduiches2
Todas essas lanchonetes que eu citei você vai encontrar bem fácil no centro de Stavanger e de praticamente todas as cidades da Noruega.
As lojas de conveniência nos postos de gasolina também oferecem preços mais em conta, e é possível fazer uma refeição com produtos típicos. Vale lembrar que esses locais são bem simples, não costumam ter mesas, apenas umas bancadas e o pedido é feito no balcão.

2- Visite os cafés

Também sugiro experimentar os cafés da cidade. Uma dica para quem vem a Stavanger é a biblioteca Sølvberget, localizada bem no centro da cidade, além de conhecer o local, que é muito agradável, lá encontra-se o restaurante Renna, que eu gosto muito, com opções de salada, sopa, pizza, com preços de 90 a 100 NOK (de 9,70 a 10,80€) o prato e um suco por 50 NOK (5,40€).
Biblioteca
Renna1
Renna4
Outro café que curto bastante é a rede Wynes Coffee, que tem em vários pontos país. Nele você encontrará pequenas refeições como lasanhas e quiches, com preço de 95 NOK em media (10,30€).
waynes
Vale lembrar que nos cafés e restaurantes a tap water (água da bica) é sempre de graça, assim você economiza cerca de 50 NOK (5,40€) caso não compre outra bebida. No início pode parecer estranho beber água da bica, mas a Noruega tem uma das águas mais puras do mundo!

 3- Compre comidas típicas no supermercado

Nas minhas viagens eu costumo sempre passar pelos mercados locais para fazer alguns lanches para o dia. Você pode comprar frutas, pães, sucos, queijos, fatias de salmão defumado, pasta de kaviar, fiskekaker (uma espécie bolo de peixe que se come frio) e fazer seu próprio sanduíche. Acho incrível poder conhecer a comida que os locais comem de verdade. O supermercado é um lugar perfeito para conhecer as comídas típicas, concordam?
 kaviar
fiskekaker
As redes de supermercado mais em conta na Noruega são Rema1000 e Kiwi, ao lado do terminal de onibus no centro da cidade, mas eu também gosto muito da rede Coop. Todas também são de fácil localização. Alguns preços: garrafa de 1 litro de suco 20 NOK, pacote de pão 25 NOK, queijo 40 NOK, pasta de kaviar 20 NOK, fatias de salmão 30 NOK (respectivamente 2,15€/ 2,70€/ 4,30€ / 2,70€ / 3,25€).
queijo
salmao defumado
Todas estas opções você encontra facilmente no centro de Stavanger que é a região mais visitada pelos turistas, mas a maioria dessas lanchonetes você também acha em outros pontos da Noruega.

4- Faça um picnic tipicamente norueguês

Na primavera e verão os noruegueses aproveitam ao máximo para ficar ao ar livre, por isso é comum as pessoas comprarem suas guloseimas e fazerem picnics nos parques da cidade. Aproveite, faça um picnic com vistas belíssimas e economize na sua viagem para Noruega!
pic nic2
picnic2
E você, tem alguma dica imperdível de onde comer barato na Noruega?

Viajar pela Europa no Facebook

Hotéis

Booking.com

Instagram

Gisele Almeida em O mundo segundo os brasileiros

Receba nossas dicas imperdíveis para a sua viagem

Promotion 468x60 468x60_reload-V2
Close