Category Archives: Europa Norte

  • 0

3 motivos para te convencer a visitar Bergen, na Noruega

Bergen foi amor a primeira vista. Me encantei pela cidade desde o momento que desci do trem e comecei a explorar suas suas ruazinhas charmosas.

Se você ainda está em dúvida se deve incluir Bergen no seu roteiro de viagem pela Noruega, aqui tenho 3 motivos que vão te convencer agora mesmo.  E já adianto que você deveria reservar pelo menos 2 ou 3 dias para explorar a cidade.

3 motivos que vão te convencer a visitar Bergen

1- Arquitetura peculiar: Bergen é a segunda maior cidade da Noruega. As casas e prédios de Bergen apresentam estruturas que preservam o estilo urbano-medieval. Mas vale mencionar que, devido à sua vulnerabilidade, por conta das casas de madeira e as ruas estreitas, a cidade já sofreu com  vários incêndios.

No último, em 1955, sobraram apenas 62 casas de madeira construídas no século XVIII. “Para evitar novos acidentes, a preservação e a construção de edifícios seguem um regulamento técnico de edificações, com rigorosas normas de segurança”, explica Sunniva Helland, representante da empresa Saunders Architecture de Bergen.

Com casas de madeiras coloridas, telhados em forma de triângulo e enfileiradas em frente ao porto, o bairro Bryggen hoje faz parte da lista de Patrimônios da Unesco.

Hoje as históricas construções que eram eram as residências dos comerciantes alemães da Liga Hanseática abrigam restaurantes típicos e lojas de artesanato e design locais.

Foto por – Bergen Tourist Board Girish Chouhan – visitBergen.com

2 – Paraíso para amantes de frutos do mar – Do lado oposto ao Bryggen fica localizado o Fisktorget, o Mercado de Peixe, um ponto de encontro para nativos, comerciantes e turistas. A Noruega é o segundo maior exportador de peixe do mundo, ficando atrás apenas da China.

Bergen

Foto por – Terje Rakke – Nordic Life AS -www.fjordnorway.com

O Fisktorget é um verdadeiro oásis para os amantes de frutos do mar. A presença de vendedores anunciando as especialidades em barracas vermelhas, nas imediações do porto de Bergen, dão uma atmosfera pitoresca à cidade. Por ali, é possível experimentar pratos que vão do salmão ao bacalhau fresco. Degustar uma sopa de mariscos ou a exótica carne de baleia, que os comerciantes fazem questão de informar, é resultante de pesca autorizada.

3 – Paisagens deslumbrantes –  Bergen é a porta de entrada para uma das paisagens mais exuberantes do planeta: os fiordes. Os enormes vales formados por rochas e inundados pela água resultante do derretimento do gelo em sucessivas eras glaciais. Os fiordes são verdadeiras obras de arte da natureza.

Os fiordes ocorrem em áreas próximas aos polos da Terra. A Noruega é o país com o maior número deles no mundo. Do alto do Monte Fløyen, uma das sete montanhas de Bergen, é possível observar a entrada dos fiordes.

Aliás, o Monte Fløyen é um passeio imperdível na cidade. A Lidiane já deixou aqui todas as dicas para você visitar as atraçõoes de Bergen de uma maneira pratica e econômica.

Na Noruega, o mar se ramifica entre as paredes das montanhas, levando as águas a desbravarem novos caminhos para o interior do continente e o resultado é essa paisagem de tirar o fôlego.

Bergen

Foto-por-Bergen-Tourist-Board-Robin-Strand-visitBergen.com

 

Aproveite as ofertas da TAP e marque já sua próxima viagem pela Europa! Promotion 468x60
Aproveite as melhores ofertas e reserve já o seu hotel! 468x60_reload-V2

  • 0
SVALBARD

What to do in Svalbard during winter

Tags : 

Darkness…
Only darkness for 3 month.
The sun never goes up over the horizon.

This is the reality on Svalbard, Norway.

The Svalbard Islands are located in the Arctic Ocean, halfway between Norway and the North Pole. On Svalbard, you will find an arctic wilderness and a wildlife that is unique.
Svalbard has been one of the destinations on my bucket list for so long but now, after being there I can say that it is a really unique place that you should visit at least once in your lifetime.

During winter Svalbard is under darkness for 3 months.  I was here for a few days January with my friend Samuel and it was really cold, around -20C during our visit. We really wanted to see the Northern lights (Aurora) and in this period the chances of seeing this phenomenon in this region are really high.

Before I continue I want to say sorry for the quality of the photos. Most of them are taken with an iPhone 6 in the darkness.

Svalbard

The sun will arrive in 21 days

How to go from Stockholm to Svalbard?

We flew with the Star Alliance partner SAS from Stockholm(ARN) -> Oslo(OSL) -> Tromsö(TOS) -> Longyearbyen(LYR) and landed in the middle of the night at 02.00.

Svalbard

Just arrived to Longyearbyen

We were welcomed by this big man. A Polar bear.  By the way, I would say that Svalbard a place where you cannot leave the town without an armed local guide because of the polar bears. There are around 2000 polar bears around there. More bears the people during winter.

Svalbard

Welcoming Polar bear on the airport.

We took a taxi to Svalbard Hotel where we booked our stay. I can really recommend this hotel. It is newly renovated and really fresh. I also want to mention that the breakfast here was really good as well.

Svalbard

What to do in Svalbard in winter?

The first day we visited Svalbard Museum that was a bit disappointing. Price: 90 NOK (Norwegian kroner). 90 NOK = 10 Euro. Not so much to see here.

After that, we took a tour with the local guide Viggo. Price 290 NOK. He talked about how it was to live on Svalbard and the history of the city Longyearbyen. How the city was bombed by the Germans during World War II. First, he took us to a place close to Gruve 7 (Coal mine number 7)where scientists check the interaction between the sun and earth. The antennas are massive.

Svalbard

Can anyone here me?

After that, he took us to a place where I really wanted to go for a long time: The Global Seed Vault.
This is the place where countries can store seed from their fauna in the case of a disaster at home. They can then ask for their seeds to grow them up again. They are really safe here in the permafrost. The vault is really close to Gruve 3 (Coal mine number 3)

Svalbard

Global seed Vault

Svalbard

Global seed Vault

The second day we had booked a Dogsled tour. (Price: 1290 NOK around 130€). We were picked up by our guide that drove us to the dog yard or the kennel that a place where they breed dogs are called where we could meet our four-legs friends. We were introduced to the equipment and the huskies. We got warm clothes to survive the cold.

Me and Sam were told to help to put 6 dogs to our sled. It was a nice experience to do. The dogs were so happy and wanted to run away directly 🙂

After 30 minutes we were ready to go. Our guide had her rifle with her all the time if we were going to meet a Polar bear. The dogs were enjoying to run and we really needed to hold on to not fall off the sled.

Svalbard

Husky kennel

Svalbard

Preparing Huskies

The first part I was driving the dogsled while Sam was in the sled. The 6 huskies were really running fast. Some parts were hard to drive but we made it. After 30 minutes or so we stopped to change driver. I jumped down in the sled and it was Sams turn to drive all the way back to the kennel.

Svalbard

Dog sledding tour with huskies

Svalbard

Dog sledding tour with huskies

Nature is so magic here. The arctic landscape is so beautiful. Everything is really quiet. You can only hear the dogs soft footprints in the snow.

When we were back we helped with putting the dogs back to their small dog houses. After that, we got a warm cup of coffee and started our trip back to our hotel. What a wonderful day!

The rest of the trip will be posted soon. We saw the Northern Lights and I will give some tips for you to have this amazing experience in the next post!

Stay tuned!


  • 28
inverno na Europa

Como se vestir para o inverno na Europa

Tags : 

O inverno na Europa é uma época muito especial. É uma estação que, apesar das baixas temperaturas, atrai muitos brasileiros para cá. Todos querem aproveitar o romantismo dessa época, desfilar seus looks de frio e  praticar esportes de inverno.

Para aproveitar o melhor dessa época, sem passar frio, é preciso se vestir adequadamente. Então tenho aqui alguns truques que aprendi vivendo na Noruega.

Como se vestir para o inverno na Europa

A regra de ouro para não passar frio no inverno na Europa é vestir -se em camadas.  Isso não quer dizer necessariamente colocar várias blusas grossas, sem nenhuma estrutura, pois, além de não se proteger do frio, a escolha errada das peças pode ainda atrapalhar a sua flexibilidade.

 

A primeira camada deve ser uma segunda pele térmica ou de lã. Essa segunda pele serve para manter o corpo aquecido e evitar a perda de calor. Essas peças são encontradas facilmente em lojas de esportes ou especializadas. Essa da foto é da Uniqlo, uma marca japonesa especializada em roupas de inverno.

Para a parte debaixo o ideal é  vestir uma calça térmica ou de lã, essa peça em contato com a pele ajuda a manter o corpo aquecido. Por cima use a calça que preferir. Mas, se possível, evite o jeans, pois esse  tende a ser um tecido que fica gelado.

Aqui na Noruega eu compro meia-calça com 60% de lã. Isso me permite uma certa liberdade para montar looks. Acabo usando  vestidos, shorts e saias, mesmo inverno. Além de quentinho fica elegante. Eu adoro!

 

Sua próxima camada deve ser uma blusa de manga longa, que pode ser de tricot também, lã ou cashmere. Se não estiver um frio absurdo, (digamos, temperaturas negativas), pode-se usar blusas de manga longa que temos para o dia a dia no Brasil ou até mesmo camisas.

Sempre com um bom casaco por cima, claro.

Por falar em casaco, essa é a peca mais importante de um look de inverno. Eles devem ser compridos, a prova de água,  corta vento  e com enchimento de penas ou plumas de ganso. As penas de ganso regulam a temperatura e fazem com que a peça possa ser usada em temperaturas negativas.

Na Escandinávia essas temperaturas podem chegar a -5ºC ou -25ºC nos meses de Dezembro a Fevereiro. É muito frio!

 

Inverno na Europa

Vale lembrar que sobretudo de lã não é um ítem adequado para o inverno na Europa. Ele pode ser usado em épocas com temperaturas  amenas, como o outono ou a primavera.

Temos esse post aqui falandos sobre o que vestir no outono na Europa.

As botas devem ter solado de borracha, ser a prova d´água, ter revestimento de lã e, é essencial, que sejam anti-derrapantes, se for para serem usadas em lugares com neve.

Caso sua bota não seja própria para neve, uma sugestão é comprar palmilha de lã para ajudar a manter os pés quentinhos. Quem usa muito esse truque é a Gi. Inclusive ela fez um vídeo mostrando na prática como ser vestir para o inverno na Europa.

Aperta o play e veja como ela veste tudo isso na prática. =)

Agora que você viu o vídeo, já sabe que também é essencial proteger o pescoço, não é mesmo? Além de ajudar manter o corpo aquecido, os cachecóis ajudam a previnir resfriados.

Aliás, este é um bom truque para variar os looks! Ouse nas cores e estampas deste acessório para dar um ponto de cor na sua produção. Uma ótima oportunidade para brincar com os looks e não parecer estar sempre com a a mesma roupa nas fotos. {risos}

Não podia terminar esse texto sem falar da importância de proteger as extremidades: cabeça, mãos e pés. Lembre-se sempre do gorro e das luvas. Esses pontos devem estar sempre bem aquecidos, pois é por ali que perdemos calor facilmente.

Para lugares com neve as luvas devem ser à prova d’água.

 

Para temperaturas negativas os gorros/tocas devem ser forrados com lã, como a Gi mostrou no vídeo.

 

Como se vestir para o inverno na Europa

No inverno também é importante hidratar os lábios, rosto e o corpo, pois esse clima de inverno é um grande vilão para a pele, que além de ressecar rápido pode acabar machucando. Mas esse é assunto para outro post. =)

E você, também tem dicas de como ser vestir para o inverno na Europa?

 

 

 

 

 

 


  • 0
Como é o natal na Noruega

Como é comemorado o Natal na Noruega

Tags : 

Como num piscar de olhos, lá se vai 2016… Mas o Viajar pela Europa conta para você como é comemorado o Natal na Noruega. As tradições são bem diferentes por aqui mas o charme desse época do ano, além dos costumes típicos, fica pela paisagem natural, quase sempre branquinha de neve.

Confira agora pois quem sabe não te inspiramos a visitar a Noruega no próximo ano e passar o natal em terras escandinavas!

Como é comemorado o natal na Noruega

– Advento (em norueguês Advent)
As celebrações começam no primeiro domingo do Advento. O período refere-se às quatro semanas que antecedem o Natal. Normalmente, as famílias têm uma coroa ou guirlanda do Advento com quatro velas coloridas ou numeradas. Cada uma representa uma semana do mês e a cada domingo, uma vela é acesa.

Também no primeiro domingo do Advento são inauguradas as iluminações das árvores de Natal das cidades. Ano passado, fomos na celebração no centro de Stavanger, em frente à Catedral. Parecia que todos estavam lá, reunidos com suas famílias. Tivemos apresentações de coros com canções natalinas e a tradicional contagem regressiva para o acendimento das luzes da árvore.

– Biscoito de Natal e cidade de biscoito (Pepperkake e Pepperkake Byen)
Durante a inauguração das árvores de Natal também é muito comum as pessoas comerem uns biscoitos de canelas e especiarias decorados e em formatos de boneco. Há biscoitos de vários tamanhos. Alguns, para a alegria da criançada, são enooormes.

Outra tradição é montar casinhas e maquetes de cidades com biscoitos. Essas delícias docemente arquitetadas muitas vezes vão parar em exposições e até em concursos entre escolas, times e restaurantes. Eu mesma já visitei uma exposição na biblioteca do Centro de Stavanger, a Sølvberget Stavanger Culture House.

 

Como é comemorado o natal na noruega

 

– Estrela de Natal ou Estrela do Advento (Julesstjerne ou Adventsstjerne)
A estrela do Natal ou do Advento também é um ornamento muito típico e comum nas casas norueguesas nessas época do ano. Andando pelas ruas, observamos inúmeras casas com suas estrelas iluminadas nas janelas. A Gi falou sobre esse costume e outros, também comuns na Suécia, no vídeo 11 curiosidades sobre o natal na Suécia.

Leia também: Qual a melhor época para visitar a Noruega

– Calendário de Natal (Juleskalender / Adventskalender)
A partir do dia 1º de dezembro, cada uma das 24 janelinhas dos tradicionais calendários de Natal é aberta. Essas janelas são estampadas com elementos relacionados à data: um sino, uma estrela, uma vela, um presépio… dentro delas há doces ou brinquedinhos simples.

Hoje em dia, esse calendários não são apenas direcionados às crianças, afinal de contas não são apenas elas que esperam ansiosamente o período natalino.

O calendário é também muito útil para as famílias que realizam atividades entre membros. Cada dia tem uma tarefa ligada ao Natal: ouvir uma história ou cantar uma música de Natal, fazer casas de biscoito,… particularmente, adoro esse costume, pois é algo divertido e que une ainda mais as famílias.

Como é comemorado o natal na noruega

 

– Árvore de Natal (Juletre)
A árvore de Natal é um dos símbolos mais populares das celebrações natalinas pelo mundo. Por aqui, normalmente, a árvore de Natal é um pinheiro natural, vendido em feiras de árvores pela cidade. Mas elas também podem ser artificiais. As lojas estão cheias de opções.
O pinheiro simboliza a vida, pois é uma das poucas árvores que estão sempre verdes, mesmo no inverno!
Seguindo a tradição, as famílias enfeitam as árvores com objetos que remetem à data. Algumas famílias montam suas árvores apenas na véspera de Natal e logo em seguida, após o término dos festejos, logo se desfazem delas. O normal, no entanto, é montar essas árvores no início do Advento.

Como é comemorado o natal na noruega

 

– Refrigerante de Natal (Julebrus)

Esta é uma bebida típica vendida apenas perto do período natalino, a partir do início de novembro. Este refrigerante, apesar da coloração escura, tem sabor tuti-fruti. Os noruegueses adoram! Conheço algumas pessoas que compram vários litros e estocam para continuar no clima natalino (risos).

Como é comemorado o natal na noruega

 

Roupas de Natal (Julegenser)

É muito comum um noruegueses terem uma roupa ou um pullover bem típico para usá-lo na noite de Natal. E se engana quem pensa que esse costume se estende apenas às crianças. Não! Os adultos também entram nessa brincadeira! Pode ser um pullover com desenho de árvore de Natal, de rena, de boneco de neve ou do papai Noel. Acho muito divertido!

E você, já conhecia algum desses costumes de Natal na Noruega ?


  • 12

O que fazer em Copenhague no natal?

Tags : 

Todos os anos, a partir de novembro, várias cidades da Europa se enchem de encantadores mercados de natal, na Dinamarca não poderia ser diferente. A capital dinamarquesa se enfeita para celebrar a época mais bonita do ano e podemos apreciar toda essa encatadora atmosfera natalina em todos os cantos da cidade. O famoso Parque Tivoli, localizado bem no centro da cidade, reúne diversas atrações em um só lugar, portanto é uma ótima opção do que fazer em Copenhagen no Natal.

O que fazer em Copenhague no natal 1

Foto por: Tivoli Gardens / Fotografo: Lasse Salling

Mercado de Natal na Europa

Os mercados de Natal têm origem alemã, mas essa tradição  se espalhou por toda a Europa e hoje em dia é super popular, principalmente nos países nórdicos. Eu adoro visitar os mercados de Natal, experimentar comidas típicas naquelas charmosas barraquinha de madeira, tomar o delicioso vinho quente, ou mesmo chocolate quente para aquecer o frio. Um ambiente super agradável para as comprinhas de fim de ano.

Agora imagina quando esse mercado de natal está localizado em um dos parques temáticos mais lindos do mundo!

O que fazer em Copenhague no natal Foto: Tivoli Gardens / Fotografo: Anders Bøggild

O que fazer em Copenhague – Parque Tivoli

O Tivoli Gardens é um dos parques temáticos mais visitados do mundo. Inaugurado em 1843, o local recebe mais de 4 milhões de visitantes todos os anos. O Tivoli está localizado a poucos minutos a pé da Estação Central de Copenhague, sendo super acessível chegar até lá caminhando da estação ou do centro da cidade. O parque  tem uma aconchegante mistura de exuberantes jardins, diversas atrações e ótimos restaurantes. Parte do segredo do Tivoli Gardens é que há sempre algo que agrada a todos os gostos. Dizem também que ele serviu de inspiração para Walt Disney.

O que fazer em Copenhague no natal 2Foto: Tivoli Gardens / Fotografo: Lasse Salling

O parque Tivoli é uma atração super tradicional em Copenhague e com a decoração de Natal ele fica ainda mais especial. Todos os anos o parque reabre no mês de novembro com uma decoração natalina diferente. O tema deste ano é Castelo de bolo de mel. Confira o calendário oficial antes da sua viagem, pois o parque fica fechado alguns períodos do ano para arrumação da nova decoração e dos jardins.

Leia também: O que visitar em Copenhague

O que fazer em Copenhague no natal 3Foto: Visit Copenhagen

Além do mercado de Natal, durante o mês de Dezembro, você pode ainda assistir ao espetáculo de águas e luzes no Lago do Tivoli . O evento acontece diariamente de hora em hora, a partir das 19:45. O espetáculo é  lindo!  As águas que dançam ao som de belas músicas, além de luzes coloridas  e até mesmo  fogo que acompanha todo esse ritmo. Faz lembrar muito o show das águas em Las Vegas. Até me pergunto se o Hotel Bellagio  também não tenha se inspirado por aqui!

mercado_de_natal_tivoliFoto: Tivoli Gardens / Fotografo: Lasse Salling

Outra atração dessa época  é o papai Noel, que chega no teatro do Tivoli para uma sessão de fotos com as crianças. Vale lembrar que não é permitido tirar fotos com a própria máquina fotográfica. As fotos são feitas apenas pela equipe do parque.

mercado_de_natal_tivoli-julemanden-hilser-pa-barn-3994
Foto: Tivoli Gardens / Fotografo: Anders Bøggild

Se você procura o que fazer em Copenhague no Natal ou Réveillon poderá assistir ainda ao festival de fogos de artifício do Tivoli. Eu não tive a oportunidade de assistir mas imagino que seja lindo.

Tivoli, the 170-year-old amusement gardens in central Copenhagen, used to be only a summer pass-time. In 1994, however, the first Christmas in Tivoli opened, and Tivoli’s special magic proved to be longer lasting than the short Danish winter days. With thousands of lights adorning the historic buildings and gardens, and with charmingly themed villages and shops full of tasty treats and dazzling decorations, Tivoli oozes Christmas. Add to that the wonderful restaurants and the many thrilling rides, and you are set for a day’s adventure.Foto: Tivoli Gardens / Fotografo: Anders Bøggild

Leia também: Os melhores perfis de Instagram para você seguir o natal na Europa

Para entrar no Tivoli existem diferentes tipos de ingresso. Tem uma opção que lhe dá direito apenas a entrada no parque, permitindo passear pelos jardins e ir aos restaurantes. O que nessa época de Natal já é bem legal, porque tem todo o encanto da decoração e todas as barraquinhas do Mercado de Natal.

Caso mude de ideia e também queira ir aos brinquedos ainda sim é possível comprar tickets avulsos dentro do próprio parque.

mercado_de_natalFoto: Tivoli Gardens / Fotografo: Anders Bøggild

Se você já estiver certo que pretende ir ao brinquedo, compre um ticket que além de dar acesso ao parque você poderá brincar em todos eles. Eu acho ótimo que tenham diversas alternativas, pois se você quiser só conhecer ou ir a um restaurante paga um valor menor, concorda?

Os brinquedos vão dos mais tradicionais, como carrossel e trenzinhos, aos mais radicais como aqueles que despencam das alturas ou montanhas-russas com loopings, aquelas inversões de 360° impulsionadas pela velocidade proveniente de uma descida ou lançamento impulsionado.

mercado_de_natal

Foto: Tivoli Gardens

Eu fui nos brinquedos mas confesso que foi apenas nos menos radicais. Posso colocar a culpa no frio?! {risos} Mas ainda sim experimentei a montanha-russa Rutschebanen (foto abaixo), que tem partes dentro de uma montanha e fora. Adorei e até repeti! Essa não tinha looping  mas para quem gosta de adrenalina tem vários brinquedos com mais emoção, se é que me entendem!

Tivoli Gardens amusement park in Copenhagen is a must for all visitors to the city, young and old. Tivoli is located just a few minutes walk from City Hall, and with the Copenhagen Central Station as its nearest neighbour it is very easy to get to. Tivoli Gardens was founded in 1843 and has become a national treasure and an international attraction. Fairy tale writer Hans Christian Andersen visited many times, as did Walt Disney and many other celebrities, who all fell in love with the gardens. Part of Tivoli Gardens' secret is that there is something for everyone. The scenery is beautiful with exotic architecture, historic buildings and lush gardens. At night, thousands of coloured lights create a fairy tale atmosphere that is completely unique.Foto: Tivoli Gardens / Fotografo: Anders Bøggild

Eu visitei o Tivoli a noite, pois queria ver o parque todo iluminado e o show das águas. Milhares de luzes coloridas criam uma atmosfera de conto de fadas que é completamente única e confesso que fiquei com vontade de voltar durante o dia. Mas assim fico com um bom motivo para voltar a Copenhague, não é mesmo?

E você, também tem dicas do que fazer em Copenhague no Natal?

 


  • 15

Natal na Europa – Perfis de Instagram para você seguir agora!

Tags : 

O natal na Europa é uma época ainda mais especial para visitar e apreciar as cidades por aqui. As decorações nas lojas e nas ruas, os mercados natalinos cheios de gostosuras típicas dessa época, e a neve, que cai em alguns países, deixando todo esse clima ainda mais envolvente. Eu adoro! Aliás, quem não gosta, né?

Estou tão empolgada que até  preparei uma listinha de perfis de Instagram para você seguir agora e entrar no clima do natal na Europa. Prepare-se para ser contagiado por tanta lindeza!

Natal na Euopa

ola_ericson-christmas_market-5255

Tenho visto lindas fotos do natal na Europa no Instagram. Muitos mercados natalinos já estão funcionando de vento em polpa. A iluminação das árvores de natal já foram inaugurada com o primeiro domingo de advento e com isso podemos acompanhar tudindo quase em tempo real!

Nosso feed está cheinho de fotos do natal em Estocolmo, Copenhagen e  Stavanger. Adiciona @viajarpelaeuropa para não perder nenhum click! 😉

Leia também: Mercado de Natal em Gamla Stan, Estocolmo.

Além de postar no Instagram do Viajar pela Europa também eu tenho postado muitas fotos das decorações de natal no meu perfil pessoal @lidialbuquerque.

 A Ana Luiza Souza, do Pelo mundo blog, mora na Suíça, e o perfil dela está de encher os olhos!

Liliana Carneiro , autora do blog Catálogo de viagens, também adora o espírito natalino e tem postado várias fotos de Londres, além de outras cidadezinhas fofas na Inglaterra.

 

Monique Bianchi também mora na Suíça, tem fotos de tirar o fôlego o ano todo e com a chegada o mês de dezembro ela tem nos feito sonhar ainda mais com o país. É muita foto inspiradora nesse Instagram, minha gente!

A Camilian Pereira é guia em Munique, e está sempre mostrando lugares lindos na cidade.  O feed do Destino Munique também já está em clima de natal na Europa.

Como não se apaixonar por este clima natalino por todos os lados?! 🎅❤🌲❄ #destinomunique #natalemmunique #oezEtt filmklipp publicerat av D e s t i n o M u n i q u e (@destinomunique)

A Marisa Pedro Pfeiffer, do Suiça-Brasileiros Mundo afora está abusando da beleza e nos presenteando com esses belos clicks.

A Juliana Guimarães, do blog Pelo mundo eu vou, também está mostrando as belezuras do natal na  Suíca. Parece que o pessoal está me convencendo que o natal por lá é mesmo incrível! rs

O Europe Vacations é um Instagram muito inspirador que  apresenta de várias cidades europeias. Através dele podemos fazer uma “viagem pela Europa” e acompanhar o natal em diversos países. Está demais!

O Instagram do Vou pra Alemanha também está  recheado de fotos dos mercados de Natal. Já estou quase comprando as passagens para lá só para conferir de perto essas belezas. #quero

 Agora me conta, qual o seu Instagram favorito para admirar fotos do natal na Europa?

Vale também deixar o seu perfil nos comentários, vai que a gente goste até atualize essa lista! ;)Aproveita e veja também o vídeo da Gi com várias curiosidades sobre o natal na Suécia.


  • 0

Estocolmo registra a maior nevasca em um dia de novembro em 111 anos. O que isso significa na prática?

Tags : 

Quando pensamos no inverno na Europa, sempre nos vem à mente o romantismo e os esportes legais que podem ser praticados na neve, não é mesmo? Mas para quem não está de férias e vive em um país europeu onde a neve “dá as caras”, sair de casa para ir ao trabalho é, muitas vezes, um grande transtorno. Imagine a dificuldade que isso representa quando acontecem nevascas!

img_7660

Pois é. Ontem, cerca de 30 centímetros de neve caíram em cada metro quadrado de Estocolmo. Foi a maior queda de neve registrada na capital sueca em um dia de novembro, desde 1905. Os dados são do Instituto de Meteorologia da Suécia (SMHI).

img_7724

A queda de neve repentina gerou enormes problemas para muitos passageiros em Estocolmo. Muitos ônibus em toda a cidade foram cancelados, e os motoristas foram forçados a abandonar os carros na auto-estrada. Várias pessoas relataram ter ficado presas em veículos por dez horas,… imaginem vocês!

img_7675

No subúrbio de Järfälla, o operador de transportes públicos Nobina substituiu os autocarros por barcos que levavam passageiros de Klara Mälarstrand, no centro de Estocolmo, para Jakobsberg e Kallhäll.

Às 3h da madrugada desta quinta-feira, as autoridades de trânsito ainda trabalhavam no resgate de veículos que ficaram presos na neve. A população foi orientada a deixar os carros em casa e se locomover ao trabalho de outras formas. A SL, operadora dos transportes públicos da cidade, informou que os atrasos, especialmente nas linhas de ônibus, iriam continuar no dia de hoje. Por isso, muitas empresas aconselharam seus funcionários a trabalhar em casa, como aconteceu comigo.

img_7690

Quem se arriscou a sair enfrentou atrasos e lotação máxima nos transportes públicos. Na hora de voltar para casa, muitas pessoas optaram por caminhar. A Vanessa levou cerca de três horas em um percurso que duraria 30 minutos.

O transtorno causado pela nevasca continua. Muitos atrasos no transporte e muita lama gelada nas ruas. Mostrei a minha saga para ir trabalhar no snapchat gi-vpeuropa.

Enfrentei uma espera de 30 minutos e sofri muitos escorregões até chegar ao trabalho. Aliás, as quedas são muito comuns nessa época do ano. Os hospitais registram um grande número de lesões causadas por esse tipo de acidente. É preciso ter muito cuidado!

img_7717

Já escrevi sobre “como sobreviver ao inverno” aqui no blog. O post traz várias dicas práticas para evitar acidentes. Também estou produzindo um vídeo para o nosso canal no Youtube, dando dicas de como se vestir no inverno na Europa. Se inscreva para ficar por dentro de todos os meus truques. 😉

É isso, meus amores! Neve não é só glamour, mas a gente se diverte assim mesmo, né? [risos]

E você, já enfrentou esse tipo de caos causado pela neve?

Alguns trechos desse texto foram retirados do jornal The Local Sweden.

  • 38

O que fazer em Stavanger – Viking Tour

Tags : 

Os vikings conquistaram o mundo por meio de séries, como Vikings e Game of Thrones. Toda essa popularidade acabou gerando negócios até mesmo para o turismo. Agora temos a possibilidade de fazer um Viking tour em Stavanger, na Noruega. Nada como conhecer os lugares onde viveram os verdadeiros vikings da história, não é mesmo?

web_hent_bilde7mud6ek2

Os Vikings fazem parte da história medieval escandinava. Ao Viajar pela Noruega você encontrará diversas referências a esse povo guerreiro. Uma ótima maneira de conhecer um pouco mais sobre a cultura viking é fazer o Viking Tour em Stavanger, um passeio que vai te levar a explorar locais de grande importância para a história deste povo. A visita a campos de batalha, locais de rituais, cerimônias e a outros importantes eventos estão dentro do roteiro. Tudo é apresentado por meio do olhar de estudiosos. Temos, então, uma real perspectiva de como viviam os que habitavam a Escandinávia anos atrás.

 

viking3

Embarquei no porto de Stavanger, em um ônibus todo personalizado com decoração viking. Até mesmo a guia estava vestida com trajes típicos, tudo havia sido preparado para entrarmos no clima desse tour. Durante todo percurso, a guia foi nos contando, em inglês, a história e algumas curiosidades dos Vikings.

Nossa primeira parada foi no Sverd i Fjell, um monumento comemorativo localizado no Fjord de Hafrs e que celebra a unificação da Noruega. Nesse marco, a guia nos contou um pouco das batalhas que ocorreram na região e nos mostrou a réplica de uma espada utilizada naquele tempo.

Leia também: O que são os fjords norugueses

img_7067

Em seguida, passamos pela Sola Ruinchurch, uma igreja de pedra do século 12. Incrível pensar como este marco histórico resistiu bravamente ao tempo.

img_6927

A nossa parada seguinte foi a Domsteinane, um círculo de pedras arqueológicas localizado uma pequena floresta. Acredita-se que o local era utilizado para rituais de julgamentos e punições ou se trate de um altar. São 24 pedras dispostas na vertical e formando um círculo com cerca de 22,5 metros de diâmetro. Ao centro, há algumas pedras que formam um tipo de mesa.

img_6861

Partimos para a Iron Age Farm, uma fazenda que retrata os anos 350 a 550. Vestida com trajes da época, a proprietária do local nos mostrou o interior de uma das casas de pedra e nos explicou como era a rotina e as tarefas diárias há cerca de 1.500 anos.

Ela também nos ensinou a técnica que era utilizada para fazer fogo, falou sobre o processo de produção das roupas e nos mostrou as formas de preparação de alimentos.

viking2

Muitas histórias foram contadas nesse tour. O passeio é tão interessante que o tempo passa super rápido. Foi tão envolvente aprender sobre essa cultura que fiquei com a sensação de que poderia ficar ali horas e horas.

O local é bem pitoresco e fica ainda mais charmoso com a presença destas simpáticas ovelhinhas. Muito charme!

viking1

No fim do tour você pode optar por voltar ao centro de Stavanger ou aproveitar para conhecer o Museu Arqueológico, gratuitamente, já que o local tem parceria com o Tour Viking. É uma ótima opção para quem deseja se aprofundar um pouco mais na cultura Viking.

viking

Vale lembrar que o tour Viking acontece apenas entre os meses de maio e agosto, tem duração de 2 horas e 30 minutos (sem considerar a visita ao Museu Arqueológico) e o valor do passeio é de 45o NOK (cerca de 50€).

GuideCompaniet é uma empresa que faz parte da Destino Viking Association, associação que visa promover o Mundo Viking com base em conhecimentos consolidados em pesquisas acadêmicas.

Fiz o tour Viking a convite da Guide Companiet. A opinião é minha!


  • 0
Foto divulgaçao

Viaje pela Europa por 2€ com a Ryanair!

 

A Ryanair é a companhia aérea low cost mais conhecida da Europa. A empresa é famosa pelos preços atrativos de seus bilhetes e pelas promoções malucas que eram lançadas há alguns anos. A boa notícia é que voltou a dar a louca no patrão! A empresa lançou hoje 100 mil bilhetes a preços incríveis para voar nas terças e quintas no mês de novembro.

Leia também: Vale a pena viajar de Ryanair?

Hoje a companhia liberou 100mil bilhetes a partir de 2€, gente! Não é incrível? Essas piadinhas de facebook de que “eu tenho apenas algumas moedas para viajar” passam até perderam a graça. (rs) Corre para o site da Ryanair e faça suas simulações, agora!

E você, já viajou barato pela Europa? Conta pra gente!


  • 0

O que visitar em Canterbury – Catedral

Tags : 

A pequena Canterbury é uma cidade encantadora que fica a apenas 100km de Londres. O lugar  guarda um tesouro de quase 1.500 anos de existência: a Catedral de Canterbury, um monuntento incrível de grande importância cultural para todos os ingleses.

Credit: Canterbury Cathedral

Credit: Canterbury Cathedral

O prestígio da Catedral para sociedade britânica é tão grande que é o arcebispo de Canterbury que coroa reis e rainhas na cerimônia realizada em Londres. É também por conta da relevância histórica que a visita à mais antiga e famosa construção cristã da Inglaterra é tão popular. Por isso, muitos turistas optam por um “bate e volta” à Canterbury com o intuito de conhecer esse monumento tão famoso.

canterbury-cathedral-9

A Catedral marca o início ao cristianismo na Inglaterra. Ela foi fundada por Santo Agostinho em 597 D.C. e sofreu modificações até o século XVIII. A imponente catedral gótica está harmonicamente localizada no meio da charmosa cidade medieval de Canterbury e encanta 100 de 100 turistas que a visitam.

canterbury-cathedral-city1-1024x742

Credit: Canterbury Historic River Tours

Minha ligação com a lindíssima Catedral de Canterbury é muito forte porque foi lá que aconteceu a cerimônia de graduação do meu mestrado. Desde a primeira vez que visitei a catedral, foi amor à primeira vista. Suspirei tão alto que as pessoas à minha volta me olharam com surpresa (risos).

Leia também: O que fazer em Canterbury- passeio imperdível de barco

Canterbury

A Catedral de Canterbury é rodeada por uma muralha e sua entrada é um portão magnificamente detalhado com imagens religiosas.

canterbury-cathedral-2

Já na entrada, a Catedral impressiona pela nave construída no século XIV. As altas colunas perpendiculares são típicas do estilo gótico inglês.

canterbury-cathedral-3

Ao final da nave está um enorme púlpito onde estão encravadas esculturas originais de Cristo e dos doze apóstolos.

canterbury-cathedral-4

Um andar acima da nave está a Trinity Chapel, com moisaicos incríveis do século XI e tumbas da realeza. A Catedral de Canterbury tem mais de 1.200 metros de mosaicos que contam a história do Cristianismo.

canterbury-cathedral-1
Umas das áreas mais interessantes da Catedral é a cripta. Ela data do início da era medieval e tem uma arquitetura normanda, totalmente diferente do restante da igreja. Perceba as colunas delicadamente esculpidas e os arcos no lugar de enormes colunas. Incrível, não é?

canterbury-cathedral-7

Prepare-se para uma dica camarada do Viajar pela Europa. Ao terminar sua visita, entre em uma das portas do lado esquerdo da nave. Lá você vai encontrar um claustro espetacular! Eu amo caminhar por esses corredores que parecem ter saído dos filmes do Harry Potter e observar o lindo jardim interno.

canterbury-cathedral-5
Outra dica de ouro que só o VPE te dá: lembre-se de planejar sua visita a Canterbury em datas que não coincidam com os dias de formatura da universidade. A Catedral fica fechada o dia todo porque é lá que acontecem as cerimônias de diplomação.

Como chegar em Canterbury partindo de Londres?

Trem rápido: A forma mais rápida de chegar à cidade é partindo da estação St Pancras International. A viagem dura cerca de 50 minutos.

Trem: Partindo de Victoria Station ou London Charing Cross Station, a viagem dura de 1h30 a duas horas.

Ônibus:  Partindo da estação de ônibus de Victoria (perto da estação de metrô Victoria), são duas horas de viagem, se o trânsito estiver livre.

Site oficial: Canterbury Cathedral


  • 6

Outono na Europa – Perfis de Instagram para você seguir agora!

Tags : 

O outono é uma época super charmosa para visitar a Europa. As árvores ganham tonalidades incríveis, uma mistura de dourado, vermelho, laranja e marrom. É irresistível tanto encanto!
Eu amo o outono! Acho um estação super elegante, um período em que podemos vestir casacos menos pesados, abusar de acessórios coloridos e ainda aproveitar várias atividades ao ar livre sem congelar (risos). Pelo que ando vendo na blogosfera, todo mundo anda se rendendo a essas belezas naturais e colorindo as redes sociais com fotos belíssimas.

Nós não escondemos nossa paixão. E dá pra perceber! Tá rolando uma “surra” de folha colorida no Instragram  @viajarpelaeuropa quase todos os dias, viu?

Os nossos perfis pessoais também não ficam de fora dessa brincadeira. A Lidiane mostra as paisagens deslumbrantes da Noruega no IG @lidialbuquerque.

E a Vanessa Passos mostra a belíssima Estocolmo também no perfil @takeyourpassport.

🇸🇪Autumn is here 🍂🍁 ………………………………………. 🍁🍂O Outono chegou!

Ett foto publicerat av Take Your Passport (@takeyourpassport)

Também estamos aproveitando todos os encantos dessa estação acompanhando vários perfis de viagem. Siga agora você também e não perca nenhum desses belos clicks. Veja só!

@catalogodeviagens – A Liliana Stahr mora em Londres há mais de 11 anos e é autora do blog Catálogo de Viagens. Além de suas dicas de viagens pelo mundo, ela mostra o charme do outono na Inglaterra.

Toda a lindeza de Canterbury no Outono! Cute cute city! #offto #offtocanterbury #visitkent

Ett foto publicerat av Liliana Stahr (@catalogodeviagens)

@helorigheto e @aprendizdeviajante – Quem também mostra as cores outonais da Inglaterra pelas redes sociais é a Helo, do blog Aprendiz de Viajante. Ela mora em Londres e está sempre viajando por outras cidadezinhas do país.


@nomundodapaula – Mais um perfil para se apaixonar pelo outono Londrino. A Paula também mora em Londres e disse que vai postar muita foto clichê desse outono europeu. Nós, é claro, já estamos loucos para ver!

Outono em Milão! 🇮🇹🇮🇹🇮🇹 #autumn #fall #fallleaves #milano #italia #italy #paulanaitalia

Ett foto publicerat av No Mundo da Paula (@nomundodapaula)

@destinomunique – A Camilian mora na Alemanha e é guia de turismo em Munique e cidades ao redor. Ela é também a autora do blog Destino Munique.

@agendaberlim – A Nicole e o Pacceli moram em Berlim. Além de serem guias na cidade, eles são autores do blog Agenda Berlim. Os dois serão os anfitriões desse ano do III Encontro Europeu de Blogueiros Brasileiros (EEBB).

@brasileirosmundoafora – Quem também nos presenteia com fotos do outono na Alemanha é a Claudia, da revista Brasileiros mundo afora. Ela mora em Berlim e também será nossa anfitriã no EEBB de Berlim.


@kelypelomundo – O outono anda meio tímido nas cidades no Centro e Sul da Europa, mas na Áustria as cores outonais já andam mostrando sua cara. A Kely, do blog  Femme Volátil, mostra como está sendo o outono na bela Viena.

Bom dia Sábado. 🍁🍂

Ett foto publicerat av @kelybauer & @kelypelomundo (@kelypelomundo)

@maripelomundo – A Mari, autora do blog Mari pelo Mundo, está em uma viagem pela Europa e tem passado por lugares belíssimos.

Outono chegando no Lago de Como, Itália. Confira no Snap 👻maripelomundo e no Blog.

Ett foto publicerat av 👻 SNAPCHAT maripelomundo (@maripelomundo.blog)

@ducsamsterdam – Amsterdam é charmosa em qualquer época do ano, mas consegue ser ainda mais irresistível no outono e nos clicks do Daniel Duclos, autor do blog Ducs Amsterdam.

E não para por aqui! A Ledinara, autora do blog Ferias Now, também é apaixonada por essa época do ano e escreveu um post imperdível de perfis de viagem para você acompanhar o outono na Europa.

Ah o Outono…🍂🍁🍃 Outono na cidade de Shakespeare então… ❤️ #Feriasnow #tbt #travel #stratforduponavon

Ett foto publicerat av Ledinara Batista ✈️🍫 (@feriasnow)

Você também tem fotos outonais incríveis? Deixe seu Instagram nos comentários que vamos adorar seguir. 😉 E, claro, vamos atualizando esse post porque tudo que é bonito é para se mostrar, né? haha

Vi ses!


  • 18

O que fazer na Noruega – Flor og Fjære – uma ilha tropical em Stavanger

Tags : 

Geralmente quando pensamos em Noruega logo imaginamos montanhas e muita neve, não é mesmo? Mas o país apresenta paisagens deslumbrantes e bem diversificadas, sendo que no verão, podemos até mesmo nos aventurar  em um jardim tropical exuberante, acreditam? Flør og Fjære,  ou Ilha das Flores, fica localizada próximo a Stavanger, e, trata-se de uma ilha que parece ter saído de um conto de fadas.

img_7151

Em um passeio pelo porto da cidade, logo que me mudei para Stavanger, vi um barco estampado com flores lindas. Parecia um lugar encantador! O interesse foi tamanho que parti em busca de informações sobre aquele lugar lindo. Era um pedacinho de Flør og Fjære. Como a temporada de visita à ilha se encerra no final de setembro, só consegui visitar o local este ano. Gostei tanto que já fui duas vezes nesta temporada!

img_7176

Um pouco da história:

Em 1965, Åsmund e sua esposa Else Marie revelaram a amigos o desejo de plantar flores na ilha. Ninguém deu muito crédito. “Como seria possível um jardim florido em um país como a Noruega?”, eles devem ter se perguntando. Mas deu certo! O grande jardim abraçado pelo mar tem mais de 50 mil espécies, entre rosas, palmeiras, cactos, bonsai, bamboo, árvores frutíferas e muitas outras. Um verdadeiro deleite visual!

img_7167

Atualmente, é Olav Bryn, filho de Åsmund, que está à frente dos jardins. Ele cria e estuda novas combinações durante o inverno para apresentar uma nova coleção maravilhosa de flores e cores a cada temporada. Olav diz se inspirar no arco íris para ampliar esse colorido jardim.

img_7240

Desde 1995, Flør og Fjære é aberto ao público com uma mistura de um exuberante jardim e uma deliciosa refeição com vista para o mar e os fiordes. Cerca de 30 mil visitantes desfrutam desse santuário por temporada (que vai de maio a setembro). Uma curiosidade: em 2007, a Rainha da Noruega, Sonja Haraldsen, celebrou o aniversário de 70 anos na ilha.

img_7363

Leia também: O que visitar em Stavanger

O passeio:

O acesso à ilha é somente de barco. O percurso, saindo do porto de Stavanger, leva cerca de 20 minutos. Ao chegar em Flør og Fjære, o turista é guiado em um tour de 30 minutos pela ilha. Assim ele conhece um pouco da história e das curiosidades dos jardins.

img_7368

Após o tour, os visitantes são direcionados ao restaurante para apreciar uma deliciosa refeição assinada pelo chef André Mulder. Tudo com uma agradável vista para os fiordes. Ah, e não se desespere! Após o almoço ou jantar você terá mais tempo para apreciar os jardins e tirar mais fotos! [risos] E, acredite! Você vai querer tirar fotos em cada pedacinho dessa ilha mágica.

img_0751

O menu é aberto com a Fisk Soup, prato típico norueguês. Para mim, foi a melhor que já provei na Noruega até hoje! Uma explosão de sabores! Só de lembrar me dá água na boca!

img_7182

Em seguida, o buffet apresenta opções de peixes (normalmente bacalhau e salmão, saladas), massas e carnes. Por fim, é servida a sobremesa. Vale lembrar que, caso você tenha alguma restrição alimentar, basta contactar o local com antecedência para a preparação de um menu especial.

img_7189

Bom, finalizada a refeição, os turistas retornam para os jardins para aproveitar toda a beleza da ilha.

img_7252

Todo o passeio tem cerca de cinco horas de duração, entre tempo de barco, tour, refeição e tempo livre. Você pode optar por visitar esse paraíso pela manhã ou a noite. Eu já estive em Flør og Fjære nos dois turnos. Como a ilha só está aberta para visitação durante a primavera e verão, não se preocupe, o dia estará claro, não importa o turno escolhido para o passeio.

img_7358

Informações úteis: 

– Faça sua reserva online aqui;

– Aberto de segunda a sábado, de maio a setembro;

– Normalmente você pode optar entre 2 turnos (almoço ou jantar);

– Acesso somente de barco, saindo do Porto de Stavanger;

– Preços: 1.090 NOK para adulto, 390 NOK crianças entre 3 a 12 anos e 150 NOK para crianças de 0 a 3 anos; (cerca de 121 €, 43€ e 17€ respectivamente).

E você, já tinha pensado em visitar um jardim tropical na Noruega?


Viajar pela Europa no Facebook

Hotéis

Booking.com

Instagram

Gisele Almeida em O mundo segundo os brasileiros

Receba nossas dicas imperdíveis para a sua viagem

Promotion 468x60 468x60_reload-V2
Close