Category Archives: Europa Centro/Sul

  • 0
Onde Dormir no Douro

Onde dormir no Douro – Quinta Padres Santos

Tags : 

Na minha última passagem por Portugal, fiz um exclusivo passeio de barco pelo Douro. Além da paisagem deslumbrante da região, uma das experiências mais marcantes dessa viagem foi minha estadia na Quinta Padres Santos.

Onde Dormir no Douro

A Quinta Padres Santos é um empreendimento de Agroturismo que alia a agricultura ao patrimônio etnográfico. Podemos dizer que trata-se de um estilo de hotel fazenda típico de Portugal.

Onde Dormir no Douro

Se você procura onde dormir no Douro, não espere aqui uma hospedagem comum. Logo ao chegar na Quinta Padres dos Santos, você será recebido na porta, pela própria dona, a Lina, que dará as boas-vindas como quem recebe um membro da família. Lá, espera-se que o viajante se sinta em casa, de verdade.

A Quinta Padres Santos é um lugar calmo e aconchegante onde podemos admirar as montanhas da região, tomar banho de rio no meses de verão e até mesmo colher cerejas no pé. Um cantinho perfeito para fazer uma pausa na vida agitada das cidades e aproveitar os encantos da natureza da região do Douro.

Vale lembrar que a hospedagem pode incluir também as refeições. Nesta aconchegante sala de jantar, provamos as muitas delícias típicas da região do Douro.

Além da hospitalidade calorosa, ressalto que as delícias preparadas para o nosso jantar tornou nossa estadia ainda mais inesquecível. Foram horas de uma conversa agradável, apreciando os pratos preparados pela dona Lina.

Acredita que esta mesa era só a das entradas?

Onde Dormir no Douro

Para o café da manhã, além de frios, queijos e frutas, são servidos bolos, croissants e pães feitos na cozinha da Quinta. Quer luxo maior que acordar com aquele cheirinho de pães e bolos feitos na hora?

Onde Dormir no Douro

Leia também: Passeio de barco exclusivo pelo Rio Douro

O local conta ainda com um SPA e dispõe de um jacuzzi com vista para o vale. Isso sem contar a sauna, o banho turco, a academia e a piscina exterior.

Durante minha estadia não tive tempo de aproveitar o SPA e ainda estava frio para dar uns bons mergulhos na piscina. Mas ficou aqui uma boa desculpa para retornar à Quinta dos Padres Santos. =)

Onde Dormir no Douro

Ao todo, a Casa da Quinta possui 5 quartos duplos ou twin, 2 suítes nos moinhos de água e 2 casas de um quarto.

Todos os quartos  da Quinta Padres Santos são temáticos, e  no lugar de números, eles levam o nome de uma fruta produzida no lugar. Fiquei hospedada no quarto cereja, que tem uma decoração super aconchegante e com detalhes em vermelho – minha cor favorita.

Sem contar os mimos com sabor de cereja que estavam disponíveis…

Onde Dormir no Douro

O que posso dizer sobre minha estadia na Quinta Padres Santos é que o universo atendeu a todos os meus pedidos, me levando a um local de ambiente e aconchego familiar.

Decidi retornar a Portugal para matar a saudade dos amigos e fugir um pouco da escuridão e frio da Suécia. O inverno por aqui às vezes castiga, não só pelas baixas temperaturas, mas também pelo isolamento e solidão. No meu círculo de amigos, quase todo mundo viaja nessa época e fica bem complicado passar por esse período longe da família. Nessa hora a saudade aperta, sabe?

Então eu viajei para o Porto para abraçar os amigos e sonhar com umas férias com gostinho de visita à família. E foi exatamente o que eu tive na Quinta Padres Santos. Voltei para Estocolmo fazendo parte do que a própria Cátia Gonçalves, proprietária do local, afirma ser sua grande família. Nem preciso dizer que espero voltar em breve, né?

Você também quer se hospedar na Quinta Padres Santos? Envie um email para quintapadressantos@gmail.com e diga que é leitor do blog Viajar pela Europa 🙂

Site oficial: Quinta Padres Santos

Aproveite as ofertas da TAP e marque já sua próxima viagem pela Europa! Promotion 468x60
Aproveite as melhores ofertas e reserve já o seu hotel! 468x60_reload-V2

  • 0
Passeio de Barco pelo Douro

Exclusivo passeio de barco pelo Douro Vinhateiro com Douro à Vela

Tags : 

Nos 4 anos que vivi na cidade do Porto, aprendi a admirar as curvas do belo rio que banha a cidade. O delicado Rio Douro, que nasce na Espanha e se encontra com o Oceano Atlântico na Foz do Douro.

Nesse tempo, muito ouvi falar das belezes do Douro, lá em cima, mais ao Norte, na região do Douro Vinhateiro. Mas por ter tido outras prioridades, acabei adiando esse passeio.

Nessa última viagem ao Porto, decidi que, finalmente, iria conhecer a região e aceitei um convite que me tentava há muitos anos.

Conheço a empresa Douro à Vela praticamante desde que foi fundada pelo simpático Sr. António Pinto. Na época, eu trabalhava para a revista Time Out Porto e fui uma das primeiras a escrever sobre os passeios oferecidos por eles.

Desta vez eu estava viajando apenas com a Nicole e a garantia era de que o passeio seria ideal também para famílias. Então eu não podia recusar, não é mesmo?

Passeio de barco pelo Douro

Passeio de barco pelo Douro com Douro à Vela – Turismo fluvial

Douro à Vela – Turismo fluvial  oferece passeios privados e exclusivos pelo Douro Vinhateiro.

Caso ainda não saiba, o Alto Douro Vinhateiro é uma zona de Paisagem Cultural, declarada Patrimônio Mundial pela Unesco.

A paisagem cultural do Alto Douro combina a beleza do vale do rio Douro com belas montanhas que se tornam ainda mais incríveis por terem sido adaptadas para o cultivo de uvas para a produção dos famosos vinhos portugueses.

A paisagem é tão linda que parece ter sido desenhada à mão!

passeio de barco pelo douro

Eu já vi paisagens e fenômenos incríveis na minha vida, como os fjords da Noruega,  a Aurora Boreal na Suécia ou as praias cristalinas da Grécia, mas confesso que as belezas das montanhas e curvas do Rio Douro entraram definitivamente para minha top list de lugares mais lindos que já visitei.

Minha dica extra é: marque seu passeio próximo ao horário do pôr do sol. 😉

Passeio de barco pelo Douro

Como foi o nosso passeio de barco pelo Douro com  Douro à Vela

Pegamos o trem do Porto para a Régua na estação de Campanhã, no Porto, às 9:15 da manhã. A duração da viagem é de cerca de 2 horas.

Assim que chegamos na estação da Régua, o Sr. Antônio já nos esperava. De lá ele nos conduziu até o cais Folgosa do Douro localizado bem em frente ao famoso  Restaurante DOC, do Chefe Rui Paula.

No cais, o barco que seria nosso transporte durante as horas seguintes  já nos esperava. Navegamos durante toda a tarde pelo Rio Douro.

Vale lembrar que os passeios com Douro à Vela são exclusivos e personalizados. Basta dizer sua disponibilidade e preferência que o Sr. António com certeza irá adaptar o passeio às suas escolhas. Podendo, inclusive, ir te buscar na Cidade do Porto.

A empresa oferece desde passeios de duas horas ao dia inteiro e podem ainda incluir almoço ou jantar a bordo ao estilo picnic.

É possível programar pedidos de casamentos, aniversários ou comemorações de outras datas especiais.

Optei pelo passeio de barco com almoço-picnic e fiquei apaixonada pelos quitutes feitos em casa com todo carinho pela Margarida. Deliciosos petiscos típicos da região norte de Portugal.

passeio de barco pelo douro

Depois do nosso delicioso almoço no barco, fizemos uma parada para conhecer a bela estação do Pinhão, que, além de uma vista exuberante para o Douro, tem as paredes cobertas por azulejos pintados à mão, com imagens que contam a história das pessoas que vivem na região.

passeio de barco pelo douro

Logo a seguir, visitei a Quinta do Bonfim, um dos principais produtores de vinhos de qualidade superior do Porto.

A Quinta do Bonfim é responsável por cerca de 32% do total da produção de vinho de categorias especiais da região.

Nada como ser atendida por uma equipe atenciosa, aprender um pouco mais sobre  a produção do vinho e, ao final do passeio, poder degustar dois tipos de vinho do Porto com essa vista incrível.

passeio de barco pelo douro

Retornamos ao cais Folgosa do Douro e o Sr. António nos conduziu para a Quinta Padres Santos, onde nos hospedamos por uma noite. Em breve vou contar como foi nossa experiência.

Já posso adiantar que foi uma das estadias mais gratificantes da minha vida.

E agora você já sabe que o passeio de barco pelo douro com Douro à Vela pode incluir também estadia em um dos hotéis ou Quintas da Região do Douro.

 

Quer fazer esse exclusivo passeio de barco pelo Douro? Envie email para info@douro-a-vela.pt e diga que é leitor do do Blog Viajar pela Europa! =)

Site oficial: Douro à vela – Turismo Fluvial no Douro

Quinta do Bonfim

Fontes: Unesco Portugal e Visit Portugal


  • 0

Parmigiano reggiano, o único parmesão! Veja como é visitar uma fábrica do famoso queijo italiano!

Na minha viagem para a região da Emilia Romagna, na Itália, visitei uma uma fábrica de queijo Parmigiano Reggiano, o único parmesão! Uma experiência super enriquecedora que me fez conhecer o dia a dia dessas pessoas que trabalham com amor pela produção do famoso queijo italiano.

Parmigiano Reggiano, o único parmesão!

O Parmiggiano Reggiano é um famoso queijo italiano utilizado em diversos pratos da gastronomia mundo afora.

O primeiro Parmigiano Reggiano foi fabricado pela primeira vez no ano de 1200 nos mosteiros beneditinos na área entre o Rio do Pó e as montanhas Apeninas na Itália. Hoje, o famoso Parmigiano é um produto DOP (Denominacão de Origem Protegida), o que quer dizer que esse tipo de queijo pode ser produzido somente na região demarcada para sua confecção.

Vale lembrar que o selo Parmigiano Reggiano só pode ser utilizando num queijo produzido e processado no local de origem, ou seja, nas províncias de Parma, Reggio Emilia, Modena, Bologna e no oeste do Rio Reno e em Mantua.

Além disso o produto deve ser produzido de acordo com regras restritas impostas pela União Europeia. Essas regras foram criadas para proteger consumidores e produtores.

parmigiano reggiano, o único parmesão

Como é a produção de Parmigiano Reggiano?

O dia na fábrica de Parmigiano Reggiano começa cedo pois o leite utilizado na produção do produto deve ser fresco, sem conservantes ou tratamento de qualquer tipo.  Resumindo, sai diretamente da vaca para os caldeirões de preparação do queijo (haha).

Desde esse momento podemos observar que o trabalho ali efetuado é tão minucioso que até parece uma  uma dança cuidadosamente ensaiada.

parmigiano reggiano, o único parmesão

O leite chega em uma caminhão depois é transferido para os caldeirões de cobre e onde é adicionado um tipo de soro natural, seguido de um processo de cozedura. Passo esse que deve ser minuciosamente calculado já que o leite não pode exceder a uma certa temperatura.

Outra curiosidade é que, até a alimentação das vacas que produzem leite para a produção do queijo parmesão, segue um regulamento. Essas vacas se alimentam de ervas crescidas apenas no local de origem e certas rações são estritamentes proibidas. Medidas que garantem a qualidade do leite utilizado na produção do Parmigiano Reggiano.

A visita à fabrica segue também um pequeno ritual. Logo ao chegar recebemos uma espécie de bata e um protetor para os sapatos. Depois acompanhamos o início do processo ao longe.

parmigiano reggiano, o único parmesão

O ambiente que encontramos é bem familiar. As pessoas trabalham em sintonia so passo que seguem a risca todos os detalhes do processo de produção do queijo, elas riem, brincam e as vezes, até cantam.

Isso me fez admirar ainda mais esse passeio, já que foi possível perceber que eles são felizes em mostrar o seu trabalho, compartilhar sua experiência e fazem os visitantes se sentirem super a vontade, sabe? Como se fossem artistas no palco dividindo a alegria de mostrar todo seu tanlento.

Durante a visita aprendemos sobre todo o processo que envolve a produção do Parmigiano Reggiano e no final podemos provar alguns dos deliciosos queijos que foram produzidos ali.

Uma experiência que eu super recomendo!

parmigiano reggiano, o único parmesão

Agora você já sabe que o Parmigiano Reggiano é o único e verdade parmesão nunca mais vai comprar “gato por lebre”, não é mesmo?

Minha visita à fábrica de Parmigiano Reggiano foi parte do cronomogama de passeios do Blogville. A opinião é minha. 😉


  • 0

3 programas ousados para aproveitar o dia dos namorados na Europa

Tags : 

O Valentine’s day ou o dia dos namorados na Europa pode ser uma boa oportunidade para apimentar o seu relacionamento. É uma data em que deixamos fluir nosso lado romântico, em que adoramos ganhar flores, jantar a luz de velas e fazer passeios de mãos dadas em cenários de filme. Mas quem disse que não podemos adicionar uma pitada de sensualidade para tornar essa noite ainda mais atraente para o casal?

Existem vários lugares que unem romantismo e sensualidade espalhados pela Europa afora. Comida, vinho, champagne, um show discretamente sensual ou até mesmo  striptease , por quê não? Então anota minhas dicas para sair da rotina nesse dia dos namorados e me agradeça depois. =)

Programas ousados para aproveitar o dia dos namorados na Europa

O Lido é um dos mais famoso cabarés de Paris e está localizado em um dos endereços mais exclusivos da capital francesa, a famosa Avenida Champs Élysée. Um passeio ideal para casal é passear pela região, aproveitando toda a beleza e luxo dos arredores e depois começar a noite naquele que pode ser considerado o maior e mais luxuoso cabaré da Europa.

Dia dos namorados na Europa

Além das bailarinas e dançarinos, o novo espetáculo do cabaret Lido, o Paris Marveilles, reúne patinadores, contorcionistas e até uma engolidora de facas. Isso dá uma ótima diversidade ao espetáculo. Claro, tudo apresentado de forma bem sensual e com muito topless.

Uma programa super agradável para se curtir a dois, e não digo só por mim. O Daniel também adorou e com certeza adoraríamos repetir em uma próxima viagem a Paris.

Veja como foi o nosso jantar e show no cabaret Lido de Paris!

Dia dos namorados na Europa

Foto por: Divulgacão Lido de Paris


Melt Bar – Stockholm

MELT é  Restaurante/Bar inspirado na New York dos anos 2o.  Local  ideal para apreciadores de fondue e bons drinks. Além da comida deliciosa o clima é bem glamouroso, você realmente se sente em outra época, sabe? A decoração típica da Belle Epoque, a forma de servir as bebidas e as “surpresas” que vão aparecendo durante a noite são um convite para entrar em um clima especial.

Dia dos namorados na Europa

Foto por: Thefork.se

Você pode apreciar cocktails de champanhe, cerveja ou absinto. O local também propicia uma atmosfera romântica, já que os pratos servidos são, geralmente, para duas pessoas. Nós optamos pelo fondue de queijo que estava delicioso e é servido com legumes super frescos e temperos suaves. Prato ideal para esse friozinho de fevereiro na Europa.  Finalizamos nossa refeição com um belo fondue de chocolate, que estava igualmente saboroso e perfeito para ser apreciado a dois.

Durante o jantar aguarde espetáculos burlescos, que combinam sob medida comédia e sensualidade. Para quem mora ou está em Estocolmo no Valentine’s Day na Europa, com certeza o Melt bar é um lugar especial para aproveitar a noite dos dias dos namorados. Perfeito para sair da rotina!

Dia dos namorados na Europa

Foto por: Thefork.se

Site oficial: Melt Bar Stockholm

The Lingerie Restaurant – Porto

No Porto, o  The Lingerie Restaurant apresenta um conceito de restauração temática dedicado ao erotismo, com uma aposta também na cozinha exótica. Todo o ambiente tem uma atmosfera sensual, que começa pelos empregados e empregadas, que servem a comida em lingerie.

Os casais ousados que visitarem o local devem estar preparados para shows de striptease masculino e feminimo durante a noite.

Dia dos namorados na Europa

Foto por: The Lingerie Restaurant

A proposta do The Lingerie Restaurant é abrir o apetite dos casais, mas não só o gastronômico (rs). Como não poderia ser diferente, os pratos servidos no local também têm uma conotação erótica. No menu encontram-se pratos como “Swing Couple”, “Grelo da Maria”, “Oh si carinõ”, “Lábios Rosados”,  “69 Italiano”ou “Orgia de Carnes”, entre outros. Até o pão tem formato de partes íntimas. Vale a pena conferir!

Durante as refeições os clientes são surpreendidos com espectáculos de striptease e table dance, para além de sobremesas afrodisíacas servidas de forma sensual. Vale lembrar que a reserva é obrigatória
Site oficial: The Lingerie Restaurant Porto

E você também tem alguma sugestão para aproveitar dia dos namorados na Europa de uma forma mais ousada?

 


  • 0
Valentines Day na Europa

As cidades mais românticas para você aproveitar o Valentine’s day na Europa!

Tags : 

O Valentine’s day na Europa é uma data ainda mais especial para se viajar pelo contiente.

No Brasil comemoramos o dia dos namorados em 12 de junho, mas na Europa e EUA essa data romântica é celebrada em 14 de fevereiro, dia de São Valentim.

Valentines Day Europa

Algumas cidades européias são sinônimo de romantismo com cenários charmosos que, por si só, garantem uma viagem ideal para ser curtida a dois. Como nós não perdemos a oportunidade de unir viagem e comemoração, selecionamos as cidades mais românticas para aproveitar o Valentine’s day na Europa.

Valentine’s Day na Europa

Bruges – Bélgica: Bruges parece ter saído de conto de fadas, com sua arquitetura medieval, atmosfera bucólica e paisagens belíssimas. Passear de barco por seus canais românticos ou de carruagem pelo centro histórico são apenas algumas das ofertas passeios charmosos da cidade.  Bruges fica a cerca de uma hora de trem da capital Bruxelas.

Valentine's Day na Europa

Foto: Visit Bruges

Paris – França: Não tem destino romântico mais clichê do que Paris, não é mesmo? A cidade que já levou o título de mais romântica da Europa, tem inúmeras opções de programas a dois, como: Passear de barco pelo rio Sena, picnic na Torre Eiffel,  jantar com espetáculo sensual no cabaret Lido,  ou mesmo um passeio desprentesioso pelos seus charmosos jardins. Tudo na cidade exala romantismo!

Leia também: Uma tarde romântica em Paris

Valentine's Day na Europa

Veneza – Itália: Veneza é uma cidade que inspira romantismo.  Impossível não se envolver com o clima apaixonante de Veneza! Seja com seus gondoleiros entoando músicas românticas enquanto conduzem os amantes pelos canais da cidade ou pelas orquestas que nos brindam com seus belíssimos concertos nas praças e cafés.

 

Valentine's Day na Europa

Foto por: Pixabay.com

Colmar – França: Colmar é uma cidadezinha super charmosa na região de Alsácia, na França, e faz fronteira com a Alemanha. Por isso, a arquitetura da cidade tem influência alemã, com fachadas coloridas e com muitas flores nas janelas.

A Alsácia é uma  região famosa por seus de vinhedos, e, Colmar é uma das cidades da Rota do vinhos de Alsácia. Ótima destino para casais que gostam de natureza bucólica e de apreciar um bom vinho.

Leia também: Dicas de presente para quem ama viajar

Valentine's Day na Europa

Foto por: Pixabay.com

Baviera – Alemanha: A Baviera é um estado  da Alemanha e não uma cidade, mas como toda a região é encantadora, seria impossível escolher apenas uma cidade. É no estado da Baviera que fica a famosa rota romântica, sem dúvida um dos roteiros mais bonitos do mundo.

A rota se estende por quase 400 km de estrada e tem 28 cidades no circuito. O belíssimo Castelo de Neuchwanstein, que inspirou o castelo da Cinderela da Disney, também faz parte da rota. Paisagens de cinema do início ao fim.

Valentine's Day na Europa

Foto por: Pixabay.com

E você, também tem dicas de cidades românticas para aproveitar o Valentine’s Day na Europa?


  • 0

Onde comer marisco no Porto – Restaurante Os Lusíadas

Tags : 

Se você procura por onde comer marisco no Porto saiba que a proximidade com o Oceano Atlântico faz da cidade um lugar ideal para apreciar essas iguarias. Em Matosinhos, Região Metropolitana do Porto, facilmente alcançável de carro ou com o metrô de superfície, encontramos as famosas marisqueiras, locais especializados em pratos à base de mariscos. Visita imperdível para amantes de frutos do mar!

Onde comer marisco no Porto

Restaurante Os Lusíadas – Foto por: Agenda Berlim

A maioria das marisqueiras da cidade encontram-se nessa região por conta da proximidade com o Mercado de Peixe de Matosinhos, lá os restaurantes têm a possibilidade de comprar peixes e mariscos diretos da fonte, ou seja, os produtos estão bem fresquinho todos os dias.

Um dos restaurantes que eu amei conhecer na região foi o Restaurante os Lusíadas, que aliás é recomendado pelo Guia Michelin.

Onde comer marisco no Porto -Restaurante Os Lusíadas

O restaurante Os Lusíadas, destaca-se pela decoração acolhedora e elegante e também, pela confiável procedência dos peixes e mariscos.

Os produtos servidos são tão frescos que é possível, através de um aquário, escolher as iguarias a serem preparadas pelo chef do estabelecimento.

Visitei o Restaurante Os Lusíadas durante minha participação no II Encontro Europeu de Blogueiros Brasileiros no Porto,  e não poderia esperar uma experiência mais agradável e apetitosa.

Assim que chegamos ao local, uma mesa farta de mariscos já nos aguardava. Experimentamos a sapateira recheada, ameijoas a bolhão pato, muito camarão e as exóticas percebas, um crustáceo de aparência bem estranha mas acredite, vale a pena dar uma chance a ele. Nesse caso vale aquela máxima, quem vê cara não vê sabor. Experimente!

Leia também: Comidas típicas que você precisa experimentar no Porto

Para o prato principal nos aguardava uma das especialidades da casa, um robalo preparado de uma forma inusitada. Envolto em uma cama de sal, o peixe é flambado no meio do salão de jantar sob o olhar atento de todos os bloggers e clientes que estavam lá.

A confecção quase artística e a própria montagem do prato fazem parte de um inigualável show de sabores. O peixe estava temperado a medida e delicadamente macio. Daqueles pratos que desmancham na boca, sabe?

Depois dessa orgia gastronômica eu não consegui experimentar a sobremesa, mas os colegas bloggers que provaram com certeza aprovaram.

Nossa visita ao Restaurante Os Lusíadas foi uma experiência tão saborosa e agradável que pretendo repetir na minha próxima visita ao Porto. Espero que seja em breve. =)

Créditos: As fotos desse post foram cedidas por CC BY-NC-ND Associação de Turismo do Porto e Norte, AR.

Como chegar: a melhor opção para chegar ao Restaurante Os Lusíadas é o metro, sentido Matosinhos.
Endereço: Rua de Tomaz Ribeiro 257, Matosinhos, Portugal

Site oficial: Restaurante Os Lusíadas

E você, também tem dicas de onde comer marisco no Porto?

 


  • 0

O que é blogville e como participar

Tags : 

Já pensou em ser convidado para visitar uma das regiões mais interessantes da Itália e viver uma semana como se fosse um morador local? Então você precisa saber o que é o Blogville e como participar  dessa verdadeira imersão na cultura italiana.

Coma, sinta e viva como um local na Itália!

O que é Blogville e como participar?

O Blogville é um projeto do turismo da Emiglia Romagna, na Itália, que todos os anos seleciona bloggers de vários cantos do mundo a fim de proporcionar a experiência de como é viver na região por uma semana.

A proposta dessa blog trip é que os bloggers possam comer, beber, conhecer, e, de certa forma, viver como um italiano morador da região. Descobrir cada canto da Emilia Romagna, capturar a essência do modo de vida dos locais, experimentar os sabores mais autênticos da gastronomia regional e compartilhar a experiência com o mundo. Essa é a essência do Blogville!

Para que a experiência possa ser sentida dessa forma é necessário ter tempo para explorar a cidade por conta própria, não é mesmo? Por isso, o Blogville não é uma blogtrip “típica”, em que os blogueiro têm uma agenda super ocupada, tendo que visitar várias atracões uma atrás da outra. O projeto oferece a oportunidade única de adequar o roteiro da viagem ao seu perfil. Dessa forma, somos estimulados a conhecer lugares e fazer passeios que combinam com o nosso perfil e que sejam interessantes para o público do nosso blog. Um luxo!

Leia também: O que aprendi no Blogville

Para participar do Blogville é preciso estar atento aos prazos de inscrição. Devido ao grande número interessados, a resposta da organização pode demorar. O bacana é que a equipe sempre tem o carinho de te dar um feedback, seja ele positivo ou não.

bologna-ruas-de-bologna-gisele-almeida

Se você tem interesse de conhecer a Itália dessa forma tão especial, super recomendo participar do Blogville. Seja persistente e não desista caso não seja selecionado em uma primeira oportunidade! Esta foi a segunda vez que inscrevi o Viajar pela Europa e a resposta positiva ao meu pedido não poderia ter sido enviada em uma data mais especial. Recebi o e-mail com a confirmação da minha participação no Blogville no dia 15 de abril, um dia antes do meu aniversário. Quer presente melhor que esse?

Como funciona o blogville na prática

Durante o Blogville dividi o apartamento com dois outros bloggers. A Laura Longwell, autora do blog Travel Addicts, e o Daniel Cuerda, que é um arquiteto espanhol criador de um dos perfis de Instagram mais criativos que você possa imaginar.

Cada blogueiro fica uma semana explorando a região da Emilia Romagna e o  projeto dura algumas semanas entre os meses de junho e julho. O apartamento do Blogville é super bem localizado e tem vista para a Cathedral de Bologna. O local é bem conveniente, repleto de restaurantes, bares, lojas, atracões históricas e aqueles mercadinhos tipicamente italianos. Uma região perfeita para ser explorada a pé.

Eu tive a sorte de ter companhia em várias das atividades escolhidas por mim para a viagem a Bologna, isso porque a Laura tinha praticamente os mesmos interesses. Foi ótimo ter com quem dividir as histórias da viagem e conhecer lugares para lá de lindos!

Quem também esteve sempre presente durante nossa estadia em Bologna foi a inesquecível Sylvia Giordano, nosso braço direito no Blogville. Sempre carinhosa e disposta a esclarecer nossas dúvidas, ela nos deu várias dicas sobre a cidade.

Inclusive a Sylvia foi um anjo da guarda quando tivemos uma certa “dificuldade” em encontrar o local certo para pegar o ônibus para o nosso passeio a Modena. Já contei como foi nosso perrengue até chegar ao destino “Visit Ferrari and Pavarotti Land“. Leia o post agora mesmo se você é dessas pessoas que gosta de rir dos micos que os outros pagam nas viagens. (risos)

 

Além de passeios incríveis e de toda comida deliciosa que experimentamos durante essa semana na região da Emília Romagna, tivemos um workshop de fotografia ministrado pela querida Lola Akinmade Åkerström, fotógrafa e escritora de viagens nascida na Nigéria e que também vive em Estocolmo. A Lola Akinmade é  especialista em Sistemas de Informação Geográfica (GIS) e sua afinidade com as geociências faz com que ela desenvolva incríveis projetos de viagens. O trabalho dela já foi publicado no National Geographic Traveler, BBC, CNN, The Guardian, Travel + Leisure, Slate, Travel Channel, Lonely Planet. Foi uma honra participar de um workshop com ela!

 

Além de todo aprendizado sobre a arte da fotografia de viagens, durante o workshop também tive a oportunidade de conhecer a simpática Kim Leuenberger , fotógrafa suíça que tem um projeto incrível chamado Traveling cars, uma das coisas mais fofas que você vai ver no seguimento de viagem no Instagram.

 

Obrigada Sylvia e Blogville por uma experiência tão incrível na Emilia Romagna!

Quem também tem dicas imperdível sobre o Blogville é a Luciana Rodrigues, do blog Roma pra você!

Agora conheça os meus companheiros de Blogville:

Laura Longwell: www.traveladdicts.net/

Daniel Cuerda: http://danielrueda.net/

Lola Akmande: www.lolaakinmade.com/

Kim Leuenberger: http://kimou.co/

 


  • 12

O que fazer em Bologna – Bate e volta a Modena

Minha viagem a Bologna foi marcada por surpresas em vários sentidos. Eu viajei sozinha, deixando em casa a minha filha, que estava com 1 ano e 10 meses. Só quem tem filho para entender o quanto isso pode ser desafiador… Apesar do coração apertado, essa foi uma das experiências mais enriquecedoras deste ano. Voltei revigorada!

bologna-duomo-gisele-almeida

As aventuras na Itália começaram logo no nosso primeiro passeio, no tour ”Descubra Ferrari e Pavarotti Land”. Você está apenas iniciando a leitura deste post, mas já adianto que este é um perfeito bate-volta à partir de Bologna. Vale super à pena!

Bate e volta a partir de Bologna

Nosso dia começou bem maluco, com aquelas confusões hilárias que geralmente só acontecem na Itália, sabe? Peripécias dignas de enredos dos filmes do Woody Allen. Veja só! Tínhamos o endereço e o número do ônibus que deveríamos pegar, Google Maps no telefone e boca, né? Porque quem tem boca vai a Roma (risos). Mas, por incrível que pareça, na Itália não é bem assim.  Acreditem!

Nós rodamos cerca de uma hora, passando mil vezes em frente ao lugar onde deveríamos ir, e ninguém sabia explicar direito. Como perrengue pouco é bobagem, nesse meio tempo começou a chover. A cada momento alguém nos dava um nova informação e, no fim das contas, perdemos o ônibus. Por isso, já anota aí a primeira dica: o ônibus para o passeio Descubra Ferrari e Pavarotti Land sai do terminal rodoviário de Bologna

Bom, perder o dia inteiro de passeio por conta dessa confusão não estava na nossa agenda. Então arrumamos logo um plano B. Fomos para a estacão de trem e nos encaminhamos para Modena, onde daríamos início ao tour. A Sylvia, nossa mentora do Blogville, foi nos encontrar na estação para garantir que estávamos entrando no trem certo. hahah

Como funciona o Discovery Ferrari e Pavarotti Land?

Descubra Ferrari e Pavarotti Land é um bilhete único, que inclui transporte e entrada para várias atracões entre na cidade de Modena e Maranello, que ficam a poucos quilômetros de Bologna. Com esse bilhete você escolhe os locais de interesse e faz o seu próprio roteiro, já que eles oferecem rotas diferentes em vários horários.

A minha companheira de viagem foi a Laura, do blog Traveladdicts.com, que também participava do Blogville. No dia anterior, tínhamos conversado sobre nosso roteiro. Dentre as atrações que queríamos visitar, a “Casa do Pavarotti” definitivamente não estava inclusa.

Leia também: Meu maior aprendizado em Bologna

bologna-italia-pavarottis-house-piano

Mas, por conta da nossa “mini-aventura” antes de chegar em Modena, perdemos o início do tour e então resolvemos visitar – não superanimadas, é claro – a Casa Luciano Pavarotti. Mas, que grata surpresa tivemos! Foi uma das atrações mais bacanas que tive a oportunidade de visitar nessa viagem.

Aproveite e aperte o play e continue lendo esse texto no clima da casa. 😉

Mesmo se, assim como eu, você não curtir Ópera, em algum momento da vida já deve ter ouvido alguns dos sucessos desse tenor. Nem que seja nas novelas da Globo. (risos)

A casa do Pavarotti transmite uma energia contagiante. Podemos ouvir a música e conhecer sua história e carreira. Em um primeiro momento soa bem estranho visitar a casa de uma pessoa que já morreu só porque ela era famosa. Mas a energia desse museu é bem viva, como se a música e a personalidade do tenor conservassem ali um eterno clima alegre e cativante.

pavarottis-house-modena-gisele-almeida

Devemos ter essa sensação pelo fato de que Pavaroti, além de ter uma voz única, era uma pessoa divertida e caridosa. No meio da sala principal da casa tem um piano, onde ele dava aulas de música gratuitas. Para Pavarotti, oferecer aos adolescentes a oportunidade de aprender música era uma forma de agradecer pelo dom que ele tinha.

Vale dizer que a visita é bem rápida, são cerca de 30 a 45 minutos. Ao final dela, um ônibus espera os visitantes para a continuidade do tour.

Logo em seguida, fizemos uma pausa para o almoço. Degustamos um delicioso risotto de lambrusco, prato feito com esse vinho frisante típico da região, apreciamos um bom vinho e batemos muito papo. O restaurante escolhido foi a Tattoria Via Ferrari. Bem pequena, mas super aconchegante, a casa tem um atendimento simpático e comida super saborosa! Experimentei o delicioso risoto de lambrusco e garanto que o prato estava mais apetitoso do que fotogênico. (Risos)

No início da tarde fizemos uma visita rápida ao Museu da Ferrari. Além da exposição de vários modelos da marca, o local conta a história do excêntrico Enzo Ferrari, o mecânico autodidata que criou um dos modelos de carro mais desejados do mundo.

bologna-italia-ferrari-museum-gisele-almeida-1

A visita ao Museu da Ferrari também é bem rápida. Enquanto passávamos o tempo, aproveitamos para fazer umas poses com a “estrela” do lugar.

bologna-italia-ferrari-museum-gisele-almeida

Seguimos para visitar a fábrica do autêntico vinagre balsâmico de Modena. Experimentamos o produto e passamos uma hora super agradável conhecendo de perto a produção e a história da família Giuseppe Giusti. Aliás, se você pretende trazer um super presente da Itália, considere o vinagre balsâmico, que vai muito além dessas embalagens super charmosas.

Um passeio assim não poderia terminar sem darmos uma passadinha numa produção de Lambrusco, um vinho frisante produzido na região. Conhecemos Gavioli Antica Cantina e Museo, onde tivemos uma visita guiada e conferimos tudo sobre o processo produtivo do vinho.

gavioli-lambrusco-modena-gisele-almeida

Obviamente o tour termina com uma agradável degustação de Lambrusco. Salluti!

img_1045

Super recomendo esse bate e volta de Bologna até Modena. O tour Discovery Ferrari & Pavarotti Land é uma escolha porque otimiza o tempo e você visita várias atrações em um só dia.

O passaporte para o tour sai por €48 e inclui transporte, o acesso aos museus e visitas guiadas.

Site oficial: Discovery Ferrari & Pavarotti Land

O tour Discovery Ferrari & Pavarotti Land fez parte da nossa programação do Blogville e foi um convite do Turismo Emilga Romagna. Lembrando que a opinião é minha!


  • 0

La Settimana de Baratto – Itália “de graça”?

Já pensou em viajar para a Itália e não pagar nada pela hospedagem? Sonho, né? Sonho vírgula, porque isso é possível em um curto período do ano! Desde 2009, é promovida na Itália a Settimana de Baratto, quando muitos dos empreendimentos hoteleiros do país cedem a hospedagem em troca de serviços oferecidos por seus hóspedes. Legal, né? Este ano, La Settimana de Baratto acontece entre 14 e 20 de novembro.

img_6744

Acesse o site da iniciativa e se cadastre. Basta colocar o que você está apto ou pode oferecer. Vale reparo de danos, auxílio ao marketing ou comunicação, lavar, passar e tantas outras formas que a sua imaginação permitir, mas, claro, que agrade e seja útil ao hotel. Você também pode entrar em contato com o estabelecimento onde deseja se hospedar e tentar a negociação. Se o seu serviço estiver na “lista de desejos” do hotel, pimba! Compre as passagens, regularize o passaporte e arrume as malas. A Itália te espera!

Já estou aqui preenchendo minhas habilidades, e você?

Saiba mais sobre o projeto em: Fugas.público.pt

Site oficial: Settimana del Barato

 


  • 10

Afternoon tea no hotel The Península – Uma tarde romântica em Paris

Tags : 

Impossível falar de Paris e não pensar em romantismo. Além de ser pólo da arte, da moda e da cultura, a capital francesa nos convida a render-nos a todos os clichês do amor, não é mesmo?

Durante nossas viagens, eu e o Daniel sempre buscamos marcar alguns programas de casal e aproveitar a companhia um do outro, algo que nem sempre é possível na correria do dia a dia aqui em Estocolmo. Dessa vez não foi diferente. Tivemos a oportunidade de fazer alguns passeios românticos em Paris. Um deles foi o elegante Afternoon tea no restaurante Le Lobby do hotel The Península Paris.

hotel-the-peninsula-paris-le-lobby

O restaurante Le Lobby fica localizado no The Peninsula Hotel Paris, um luxuoso 5 estrelas localizado a poucos passos do Arco do Triunfo, da famosa avenida Champs Elysées e a uma curta caminhada da Torre Eiffel. Na região estão localizados alguns dos mais famosos monumentos e museus da cidade e lojas de luxo exclusivas.

hotel-the-peninsula-paris-restaurante

Nossa experiência no hotel The Península Paris

O chá da tarde é um clássico do grupo The Peninsula Hotels desde a abertura do The Peninsula Hong Kong, em 1928. Em Paris, o hotel segue a tradição! “L’Heure du Thé” inclui os tradicionais bolinhos ingleses “scones”, minissanduíches e uma série de bolos e doces cuidadosamente apresentados. Trata-se daqueles pratos que te fazem comer também com os olhos, sabe?

Chegamos por volta das 15h30, quando o local estava iniciando o serviço de chá. Achei o horário ideal para acompanhar o gostoso ritmo do salão se enchendo aos poucos em um compasso bem parisiense.

the-peninsula-paris-afternoon-tea-au-lobby

A forte presença de locais foi algo que me chamou a atenção durante nossa tarde no The Península. Ao passo que o relógio caminhava para as 5h da tarde, podíamos notar que elegantes senhoras, famílias e até mesmo jovens franceses enchiam a sala de jantar do restaurante Le Lobby. Deu para perceber que, assim como na Inglaterra, o famoso chá da tarde é bem apreciado na França. Talvez seja porque já era início do outono, e uma bebida quente acompanhada de delícias é uma “boa pedida” para essa estação.

Leia também: Jantar espetáculo no Lido de Paris.

O  chá da tarde é embalado pela suave música música ao vivo apresentada por um talentoso trio de jazz. A música aliada à simpatia dos atendentes deixa esse ambiente sofisticado ainda mais aconchegante e descontraído. Tudo isso torna a experiência ainda mais romântica. Nós adoramos!

hotel-the-peninsula-paris-afternoon-tea

Esse sábado não poderia ter sido mais agradável. Um “festival” de gostosuras ao lado da melhor companhia da vida. <3 Nada melhor para recarregar as energias e dar um “up” no relacionamento do que um passeio romântico em Paris, não é mesmo?

Super recomendo o Afternoon tea do Hotel The Península Paris. É uma daquelas experiências que, com certeza, gostaria de reviver quando voltar a Paris.

Logo após  L’Heure du Thé saímos felizes da vida para um passeio de mãos dadas pela bela Champs Elysées.

Site oficial: Le Lobby Restaurant – The Peninsula Paris

E você, também tem alguma dica de passeio romântico em Paris?


  • 9

Hotel Crowne Plaza Paris Republique

Tags : 

Ao programar uma viagem a Paris, a escolha pelo hotel pode se tornar um tipo de caça ao tesouro. Já comentei com vocês que, assim como em Nova Iorque e Hong Kong, espaço é sinônimo de luxo em Paris. Não é fácil encontrar uma acomodação razoavelmente espaçosa por preços modestos! Esta foi a minha terceira vez na capital francesa. E, posso garantir, a hospedagem certa proporciona uma experiência mais agradável na cidade. Na verdade, em qualquer lugar para onde você pretende ir! Mas achar um hotel de bom custo – benefício exige bastante pesquisa. Entretanto vale a pena! Nada como se sentir sentir seguro, bem acolhido e confortável longe de casa, não é mesmo?

Fomos convidados para nos hospedar no Hotel Crowne Plaza Paris Republique. Já adianto: é uma ótima opção para quem viaja para Paris com crianças. Isso porque ele difere da maioria dos hotéis da cidade, que tem quartos pequenos. Dependendo do lugar, é preciso reservar dois quartos!

hotel-paris-crowne-plaza-republique-entrance

Sobre o Hotel Crowne Plaza

O hotel Crowne Plaza Paris-Republique é um elegante quatro estrelas localizado na histórica Place de la Republique, uma das maiores praças de Paris. A localização é estratégica! Você tem acesso a cinco linhas de metrô logo na saída do hotel e a quatro rotas de ônibus. Isso te proporciona acessar todas as atracões mais visitadas de Paris de forma prática, sem precisar mudar de linha.

Durante nossa estadia, optamos por nos locomover por meio do Uber, que, aliás, funciona muito bem na cidade! É preciso salientar, entretanto, que, em algumas ocasiões, o metrô é a escolha mais acertada, pois o trânsito de Paris é sempre caótico, mesmo nos finais de semana.

hotel-paris-crowne-plaza-republique-terrace-2

Nossa experiência no Hotel Crowne Plaza Republique

Ficamos hospedados em um quarto quádruplo deluxe com acesso ao club lounge. Além de ser bem espaçoso para os padrões parisienses, nosso quarto tinha vários armários, o que permitiu a melhor organização de nossos pertences. O gostinho era o de estar em casa, sabe? Outro aspecto importante é o conforto da cama. Eu e Nicole aproveitamos bastante, tanto para dormir até mais tarde, como para as nossas brincadeiras entre um passeio e outro.

hotel-paris-crowne-plaza-republique-superior-room-2-beds

Café, água e chá estiveram sempre disponíveis no quarto. No Club Lounge, um tipo de sala VIP para os hóspedes, havia snacks, refrigerantes, água e cerveja, durante o dia e, a noite – entre 18h e 20h -, disponibilizavam aperitivos, sanduíches, alguns doces, cervejas e vinho.

Mas o que me encantou de verdade no hotel foi a vista para esse simpático jardim. Então, anota meu conselho: se você for se hospedar no hotel Crowne Plaza Paris Republique, escolha um quarto com essa vista. Foi super aconchegante acordar e sentir essa vibe parisiense. Deve ser por isso que fiquei com essa vontade de retornar para um período mais longo.

hotel-crowne-plaza-paris-jardim

O café da  manhã é servido no restaurante Le Dix e oferece uma grande variedade de pratos frios; frutas; legumes; iogurtes; suco natural de laranja (meu favorito!); delícias francesas, como o famoso croissant; e pratos quentes. Mas  a estrela do “petit dejeuner”, que foi unanimidade entre os membros de minha família, foi mesmo a omelete, feita na hora, com queijo, presunto e legumes a escolha. Uma delícia!

hotel-paris-crowne-plaza-republique-restaurant-le-dix

Além do restaurante, o hotel conta com o Le Dix Bar, uma ótima pedida para apreciar drinks ou champanhe, já que se trata de Paris, né? O fato de ter bar no próprio hotel é uma bela “mão na roda”, pois durante as viagens geralmente estamos cansados depois ‘turistar’ por longos dias. Nem sempre sobra pique para sair à noite. Mas quando há um bar a três andares de você, tudo fica mais que convidativo, não é mesmo?

hotel-paris-crowne-plaza-republique-bar

Não poderia terminar esse texto sem mencionar um dos episódios mais marcantes dessa viagem! Se você acompanha nossas redes sociais (Instagram, Facebook, Snacphat gi-vpeuropa), sabe que Paris passa por um momento bem caótico. “Caímos de paraquedas” em uma manifestação super violenta. Era o protesto contra as novas leis trabalhistas do país. Mais uma vez, a equipe do Hotel Crowne Plaza foi incrível! Liguei para pedir auxílio e logo me indicaram um caminho alternativo e enviaram os seguranças para nos receber na porta dos fundos do hotel.

A equipe nos surpreendeu pela agilidade, carinho e atenção. Simpáticos não só nesse momento de tensão, mas durante toda a nossa estadia. Adoramos!

E você, tem alguma dica de hotel em Paris?

Site official: Hotel Crowne Plaza Paris Republique


  • 0

O que fazer em Paris – Almoço-cruzeiro no Rio Sena

É impossível não se render aos encantos da capital francesa! Paris respira turismo! Deixar se levar pelo ritmo das atrações mais famosas é algo tentador, principalmente para quem visita a cidade pela primeira vez. Foi durante nossa última viagem a Paris (a minha terceira oportunidade por lá) que, aproveitando todos esses ‘lugares comuns’, voltei para casa totalmente encantada! Estou até pensando em voltar para uma visita mais longa. Terminar meu curso de francês por lá, quem sabe!?!

Um desses programas triviais  que eu aprecei muito foi o passeio de barco pelo Rio Sena.

gisele-almeida-paris-city-vision

O dia amanheceu bem cinza, com aquela chuva fininha, bem típica de Paris. O tempo era convidativo para curtir um pouco da preguiça no hotel, tomar um café da manhã tardio e ir explorar a cidade em um passeio mais relax. Nada como fugir do trânsito barulhento da cidade e apreciar os monumentos ao balanco do Rio Sena. Eu gostei bastante dessa ideia.

Embarcamos nessa aventura com a Paris City Vision, uma empresa que oferece diversos passeios na capital francesa. Aliás, se você procura o que fazer em Paris, vale super à pena conferir a página deles. Há várias opções de passeios para todos os estilos, gostos e bolsos. O site tem versão em português.

paris-city-vision-1

Leia também: Jantar espetáculo no Lido de Paris, vale a pena?

Das ofertas disponíveis para esse estilo de passeio pelo Rio Sena, optamos pelo cruzeiro com almoço. Acho sempre um ótima ideia combinar refeições com passeios mais longos, ainda mais quando temos vistas incríveis,… imperdível, né? O menu incluía três pratos (entrada, prato principal e sobremesa) e bebida.

Achei bem bacana o fato de que, para a entrada, é possível optar por um prato degustacão, que apresenta miniaturas de todas as entradas disponíveis no menu. Confesso! Sou uma pessoa indecisa na hora das refeições, tá? 😀

paris-city-vision-lunch-cruise

O prato principal me surpreendeu! Escolhi  peixe cozido com legumes. Bem preparado e leve, o prato é uma ótima escolha para dias mais quentes. Na verdade, senti falta de um molho mais forte, para dar aquele toque especial, mas, de forma geral, estava agradável.

cruzeio-sena-paris

Para sobremesa, também optei pela degustação. Já falei que tenho sempre a desculpa de que vida de blogueira é assim mesmo, né? Preciso provar de tudo um pouco para contar para vocês. (haha)

Paris - passeio de barco

Resumindo: adorei conhecer Paris de outro ângulo! O passeio foi ainda mais agradável por conta da escolha acertada da trilha sonora, que parecia estar ensaiada para dançar com os monumentos da cidade. Se você fizer o passeio, com certeza vai entender o que estou falando…

Se você vai viajar para Paris para aniversários ou outras comemorações, vale mencionar sobre a data especial na reserva. Eu não falei que era aniversário do Daniel e ficamos “com ciúmes” dos outros aniversariantes recebendo os parabéns com direito a velinhas e bolo. (risos)dsc_1855

Mostramos todas as nossas aventuras dessa viagem a Paris no snapchat. Adiciona gi-vpeuropa para conferir um pouco do nosso cotidiano em Estocolmo e nossas viagens pela Europa. <3

img_6522

Super recomendamos o passeio de barco pelo Rio Sena, mesmo para quem viaja com crianças. Foi uma tarde muito apreciada também pela Nicole.

Agora me conta! Qual passeio você gostaria de fazer em Paris?

Site oficial: Paris City Vision

Nosso passeio foi um convite da Paris City Vision, a opinião é minha. 😉


Viajar pela Europa no Facebook

Hotéis

Booking.com

Instagram

Gisele Almeida em O mundo segundo os brasileiros

Receba nossas dicas imperdíveis para a sua viagem

Promotion 468x60 468x60_reload-V2
Close